VOCÊ PAGARIA O PREÇO?

Em nosso cotidiano, muitas vezes nos deparamos com situações difíceis e em muitos casos, terríveis para maioria de nós simples mortais. Sabemos que a maioria das pessoas, têm uma necessidade ou obstinação pelo crescimento financeiro, profissional ou pessoal. Para poucos, encarar reuniões de 3, 4 ou 5 horas seguidas, ficar até mais tarde no trabalho, se dedicando à algo que acreditem ou que poderá mudar suas vidas e prospectar seu projeto de vida, vale muito. Estas pessoas sabem que em muitos casos terão de abdicar de conforto, sossego e descanso. Elas têm um diferencial: metas de vida! Têm curiosidade do constante aprendizado, mesmo que sejam simples rotinas do dia-dia. Têm um prazer constante em aprimorar-se. Para elas, aprender algo novo é motivo de fascínio. Sabem que o resultado de seu esforço e dedicação pode gerar uma grande mudança em suas vidas, mas sabem também que nada pode acontecer se não tiverem perseverança, decisão, coragem, atitude, se não tiverem de "pagar o preço" pelo que desejam. Reflita: Qual o preço que você pagaria para ser um diretor ou presidente de uma empresa? O que você faria para dar um futuro melhor à sua família? O que você faria para isso acontecer? Teria sempre atitudes éticas ou quem sabe, algumas desonestas se fosse preciso? Seria persistente? Suportaria dor? Teria Lágrimas? Superaria dificuldades? Existe uma passagem no livro Sem medo de Vencer do Roberto Shinyashiki que diz o seguinte:"A sua vida, quer ela lhe agrade ou não, é o resultado de sua dedicação em criá-la do jeito que você a vive. Se você quer que algo diferente aconteça em sua vida trabalhe de maneira diferente. E vá atrás, com toda a sua força, dos verdadeiros objetivos que estabeleceu para si". Certas ocasiões teremos de "engolir sapos", é verdade, mas sobrepôr-se acima desse tipo de situação com atitudes eficazes também é necessário, caso contrário você corre o risco de passar a vida inteira submetendo-se à isto. Foque objetivos bem definidos em sua vida. Tenha metas claras e programadas. Provisione possíveis dificuldades no caminho do seu projeto de vida. E, como a maioria dos palestrantes de auto-ajuda dizem: Tenha sempre um plano B ou até um plano C! Mas sempre tenha um segundo plano de vida, desenvolvendo quem sabe, um novo potencial.
ExibirMinimizar
CEO Outllok, A era da liderança resiliente. Confira os Resultados.