Você escuta o que as pessoas dizem, mas você presta atenção ao que as pessoas sentem?

A grande verdade é que nós amamos os outros quando amamos a nós mesmos. Nós fazemos aos outros o que fazemos a nós mesmos, nós odiamos os outros quando odiamos a nós mesmos, nós toleramos os outros quando toleramos a nós mesmos, nós perdoamos os outros quando perdoamos a nós mesmos. Nós temos a tendência de sacrificar os outros quando nós não estamos prontos para sacrificar a nós mesmos.

A grande verdade é que nós amamos os outros quando amamos a nós mesmos. Nós fazemos aos outros o que fazemos a nós mesmos, nós odiamos os outros quando odiamos a nós mesmos, nós toleramos os outros quando toleramos a nós mesmos, nós perdoamos os outros quando perdoamos a nós mesmos. Nós temos a tendência de sacrificar os outros quando nós não estamos prontos para sacrificar a nós mesmos.

Querida(o) Amiga(o),


Eu conheço pessoas que me odeiam. Eu conheço pessoas que me amam. Eu conheço pessoas que pensam que eu sou uma besta. Eu conheço pessoas que pensam que eu sou melhor do que o Jorge Amado. Todas as pessoas que eu conheço, SENTEM alguma coisa forte por mim, boa ou ruim, ou até morna, mas SENTEM. Eu conheço o que as pessoas SENTEM porque eu não fico calado escutando as pessoas; eu conheço o que as pessoas querem, porque eu conheço o que as pessoas SENTEM. Todos se revelam quando estão perto de mim. Eu não deixo ninguém se esconder, se não quiser aparecer, nem entra na sala, porque se entrar, eu boto prá falar.

"Qual é a sua opinião sobre o Ricardo?", alguém conversando com alguém conversando com alguém, "Eu não gosto do cabelo dele", "Eu não gosto da idéia dele sobre o plano para a empresa", "Ele só escreve besteira", "Ele tem razão, vamos fazer de novo", "Cara esquisito, não entendi nada do que ele falou", "Quem ele pensa que é?", "Que saco, lá vem ele de novo".

Eu presto atenção ao que as pessoas dizem somente quando elas dizem algo com SENTIMENTO. E isso só acontece, depois que elas OUVEM algo com sentimento.

Desde os anos 50, idade média, idade de Cristo, tempos de Confúcio, tempos dos faraós, é falado que o segredo do sucesso é "escutar os outros". Inclusive, naqueles tempos de faraós, era proibido para o futuro magnata pronunciar uma palavra sequer nos primeiros sete anos de vida. O prometido tomava paulada do professor quando abria a boca para se comunicar. O pequeno príncipe aprendia desde cedo que o importante na vida é "escutar os outros", afinal, "se o todo-poderoso fez você com duas orelhas e uma boca é para você escutar o dobro do que você fala".

Escutar os outros não é uma idéia da modernidade e dos palestrantes-motivacionais-com-gel-no-cabelo. Faz mais de milênios que a turma consagrou essa máxima. Faz mais de milênios que MUITA gente escuta, POUCA gente fala.

CHEGA!!!

Não adianta nada ouvir as pessoas. Ninguém se revela quando você deixa falar. As pessoas preferem falar o que você quer ouvir, e não o que elas SENTEM, o que elas PENSAM, o que elas SÃO.

Vamos dizer que você é o mais novo marketeiro da Harley Davidson, aquela das motos, e depois de assistir ao programa Show Business na televisão, você aprende que precisa ouvir o cliente. Você decide então colocar 5 cidadãos dentro de uma sala de um hotel bacana, e começar uma tediosa dinâmica de grupo.

Você vira para um dos participantes (que foi na dinâmica apenas porque você prometeu um jantar a dois a quem participar) e pergunta - o cidadão é um contador de 43 anos de idade, careca, gordo, baixinho e feinho - "Porque você compra uma motocicleta da Harley Davidson, roupas de couro e capacete preto?", "Por que eu gosto do ronco do motor de uma Harley", responde o contador, "Por que a Harley tem 24 válvulas", completa.

Você acredita nisso?

Todo Ser Humano que tiver atitude de "escutar os outros" NUNCA vai entender o que as pessoas SENTEM.

O contador NUNCA vai dizer que compra a Harley Davidson porque ele quer parecer mais jovem, ou compra o capacete porque ele quer esconder a careca, ou compra a roupa preta porque ele quer se parecer com um personal trainner.

O contador NUNCA vai dizer a verdade. E na verdade, as pessoas nem sabem o que é a verdade.

Se você quer saber o que as pessoas SENTEM, PENSAM e SÃO, você precisa FALAR, e não escutar; você precisa QUESTIONAR, e não argumentar; você precisa PROVOCAR, e não calar.

Eu acredito na Palavra, no Dom da Palavra. Para vender, para crescer, para prosperar, você NÃO precisa de novos equipamentos, novos produtos, novos recursos. Você não precisa dobrar a qualidade do que você oferece, ou triplicar os investimentos em treinamento, você precisa apenas FALAR, APARECER, TOCAR NAS FERIDAS, PROVOCAR SENTIMENTO nas pessoas.

O que as pessoas que estão ao seu redor nesse momento SENTEM sobre você? Quantas pessoas te odeiam? Quantas pessoas pensam que você é o máximo?

O que os seus clientes SENTEM sobre você? Eles estão satisfeitos?, Como você sabe?, Quantos clientes te odeiam, quantos te amam, quantos querem ver você todos os dias, quantos não aguentam falar com você nem por messenger?, Qual foi a ÚLTIMA vez que você provocou SENTIMENTOS no seu cliente?

Você somente descobre o que as pessoas SENTEM, PENSAM e SÃO, quando você PROVOCA as pessoas com o Dom da Palavra. Hoje é um dia de vendas, um dia para fazer negócios, um dia para bater metas, um dia para destruir objetivos, O QUE VOCÊ VAI FAZER HOJE PARA TORNAR A SUA CONCORRÊNCIA OBSOLETA?

O QUE VOCÊ VAI VENDER HOJE USANDO APENAS O DOM DA PALAVRA? Esquece aquelas pessoas que irão COMPRAR de você sem você fazer muito esforço. Essa turma não conta. O que eu quero saber de verdade é: O QUÊ VOCÊ VAI VENDER HOJE???

Qual é o seu PROJETO do dia?

QUEM você vai PROVOCAR???

QUEM você vai QUESTIONAR???

QUEM você vai EMOCIONAR???

NADA MENOS QUE ISSO INTERESSA!

QUEBRA TUDO! Foi para isso que eu vim! E Você?

Ricardo Jordão Magalhães
Seu Amigo, Seu Irmão.
E-Mail e Messenger: ricardom@bizrevolution.com.br
BIZREVOLUTION

As minhas palestras falam sobre a responsabilidade que temos de reformar a sociedade através da construção de empresas profissionais e inovadoras. As minhas idéias sobre os negócios não são convencionais e provocam você a pensar. Quando você vai começar a Revolução? Confira algumas das PALESTRAS INCENDIÁRIAS, aqui.

EU SOU FÃ DO SER HUMANO! E Você?







ExibirMinimizar
CEO Outllok, A era da liderança resiliente. Confira os Resultados.