Você conhece suas 4 necessidades básicas?

Em algum dia da sua vida você já parou para refletir sobre suas necessidades básicas?

E aí, Liderança!!!

Vamos refletir sobre as 4 necessidades básicas do ser humano, tema que ouvi falar pela primeira vez na minha formação de Coach pelo Instituto Brasileiro de Coaching – IBC. E como isso mudou minha vida! Como isso abriu minha mente para entender melhor o ser humano!

Basicamente, temos 4 necessidades:

1) SER OUVIDO NA ESSÊNCIA:

É ser ouvido sem julgamento, sem preconceito, por alguém presente no aqui e no agora durante a conversa e ser ouvido, além das palavras, por uma pessoa que está profundamente atenta, que realmente está prestando atenção no que você fala e no que expressa pelos seus movimentos corporais e pela intensidade dos sentimentos que você está colocando em suas palavras.

Na correria em que vivemos, em que somos cada vez mais doutrinados ao imediatismo e ao desejo de receber informações curtas e rápidas, acabamos por deixar nosso cérebro mal-acostumado a não ouvir e a não perceber o que a pessoa está falando. Quantos líderes ouvem seus liderados na essência? O seu líder te ouve assim? E você ouve seus liderados com essa qualidade? Ouvir na essência cria uma relação de confiança, e ela servirá de base para você liderar com alta performance e tornar-se um líder diferenciado!

2) SER NOTADO, RECONHECIDO E AMADO:

É da natureza humana buscar e esperar o reconhecimento dos outros. Você mesmo quantas vezes pensou que deveria ser reconhecido na sua empresa, na sua família, na sua faculdade, etc. Ser notado e ser amado cria vínculo e empoderamento em quem tem essa necessidade atendida, valorizar o que o ser humano tem de melhor fará com que sua autoestima aumente; já o contrário, ser ignorado, gera um sofrimento muitas vezes silencioso nas pessoas.

É da nossa natureza necessitar do amor e do reconhecimento dos outros. Quem não gosta de ser amado? O amor citado aqui está no sentido mais amplo da palavra, como: carinho, afeição, cuidado, etc. Quem não gosta de ser notado? Isso não significa ser elogiado a todo momento, não é isso, a ideia é se sentir notado, valorizado, importante e, com isso, a pessoa terá a percepção de ser amada.

E você tem notado, reconhecido e amado seus liderados? Tem percebido isso por parte do seu líder?

Ah Carlos, fala sério! Atender a essas necessidades no ambiente de trabalho?

Eu digo SIM! Isso servirá de combustível para seu liderado se manter motivado!

3) TER O DIREITO DE ERRAR:

Como já dizia Xande de Pilares: “Todo mundo erra sempre, todo mundo vai errar, não sei por que meu Deus, sozinho eu vivo a penar”. Se errar é humano, por que então achamos que podemos ser perfeitos? Ou pior: porque cobramos isso das pessoas? Esse boom em busca de alta performance tem trazido grandes resultados, mas, se você não tiver o entendimento dessa necessidade humana, será bem provável que você sofra com uma alta cobrança interna que trará prejuízos para sua saúde e para seus relacionamentos.

Entenda algo importante: se você quer ser melhor, você tentará mais, logo, errará mais! Aceite que você tem o direito de errar e evite ficar “paralisado em remorso” quando um erro acontecer! E lembre-se de que as pessoas também possuem essa necessidade, esse direito!

Se você lidera ou quer liderar uma equipe, acredita realmente que ela será criativa e inovadora se não tiver o direito de errar? E você, se não aceitar que não é perfeito e que vai errar muitas e muitas vezes, acredita realmente que vai conseguir desafiar-se a tentar coisas novas?

Quando errar, pergunte-se o seguinte: O que eu estava tentando fazer de bom quando errei? Qual era a minha intenção positiva quando cometi esse erro?

São raros os casos em que a pessoa comete um erro por querer, o normal é que você tenha a intenção de acertar sempre!

4) TER O DIREITO DE PERTENCER AOS SISTEMAS:

É da nossa natureza viver em comunidade, de participar de grupos sociais. Aquela máxima de que “juntos somos mais fortes” faz muito sentido quando refletimos sobre essa necessidade do ser humano e aumenta ainda mais a certeza de que precisamos ou pelo menos deveríamos pertencer aos sistemas. Quando falo sistemas, estou me referindo aos grupos sociais, como: família, faculdade, igreja, trabalho e outros tantos.

E veja bem, fazer parte não é apenas estar em um grupo, mas se sentir realmente aceito por ele, sentir-se acolhido do jeito que você é, com seus defeitos e qualidades, sabendo exatamente a sua posição nesse sistema (muito fácil, certo?) L

Você já se sentiu deslocado em algum sistema (grupo social)? Já notou como as pessoas reagem quando não estão se encaixando em algum grupo? Quando não estão se sentindo parte do todo?

Você se sente pertencente aos grupos a que está ligado? Tem a percepção de pertencimento em seu trabalho? E na sua equipe, existe alguém que está passando por isso agora? Se existe, como você poderia ajudá-lo?

O acolhimento sem julgamento e sem preconceito é a melhor forma de ajudar as pessoas a se sentirem pertencentes. No trabalho, o sentimento de pertencimento gera conexão entre o líder e seus liderados, aumenta a confiança e cria um ambiente propício para implementação de metas audaciosas. Uma dica de leitura para aumentar seu entendimento sobre grupos e como liderá-los é o livro Tribos: Nós Precisamos que Você nos lidere, do autor Seth Godin.

Tenha certeza de que ao cuidar das necessidades básicas dos seus liderados, você estará dando um passo para formar uma equipe de alta performance. Mas, porém, contudo, todavia, esses cuidados deverão começar em você!

E aí, Liderança, você tem atendido suas 4 necessidades básicas? E da sua equipe?

Comentários

Participe da comunidade, deixe seu comentário:

Deixe sua opinião!  Clique aqui e faça seu login.
    Carlos Junior

    Carlos Junior

    Sou um Coach especializado na formação de líderes! Estudioso e entusiasta da área de liderança no cenário da Quarta Revolução Industrial, acredito que o líder pode transformar a vida de seus liderados e a história da organização onde atua. Somado a isso, sou um profissional com 15 anos de vivência em análise, desenvolvimento, implantação, consultoria e treinamento em sistemas ERP e de Gestão de Pessoas, atuando também como facilitador de projetos e gestor de equipe para desenvolvimento de aplicativos personalizados e integrados com softwares de gestão.

    café com admMinimizar