Vivemos em uma crise política e não econômica

Devido ao alto desejo de poder, as siglas partidárias brasileiras tentam romper o que a de evolutivo para assumirem o comando

A situação econômica do Brasil está precária, mas não podemos negar que a certas doses de exagero por meio de certas pessoas sobre a real situação do nosso funcionalismo econômico. Hoje não vivemos em pais perdido temos recursos para reverter essa situação tranquilamente, basta trabalharmos como união e não como siglas partidárias. Nosso congresso está povoado de pessoas incapazes de exercer qualquer função notória para que nossa nação saia dessa catástrofe econômica.

Já passamos por situações muito piores, que eu não vivencie, mas meus familiares sim, onde a inflação chegava até 80%, a luz era cara, os bens de consumo e alimentos também, sem contar que o salário era muito escasso e as filas em busca de emprego eram intermináveis. Não estou defendendo nenhum tipo de governo ou sequer algum partido, a única coisa que quero transparecer para os leitores é que, hoje temos um potencial econômico grande, mas pouco desenvolvido devido aos baixos investimentos nas áreas que são pilares para que isso alavanque.

Para encerrar o meu pensamento, quero dizer que antes de o congresso negar projetos importantes para a nação a fim de prejudicar o atual governo criando assim uma crise política, deveriam trabalhar para nós cidadãos brasileiros que acordamos cedo e trabalhamos para sustentar nossa pátria.

ExibirMinimizar
aci baixe o app