Viva a comunicação: a revolução além das ruas

Se existiu um planejamento de como a comunicação deveria ser feita para que o manifesto fosse um sucesso, por favor me apresente quem o fez. Eu gostaria de parabenizá-lo

Os movimentos por todo o país e principais capitais de vários países ao redor do mundo, mudaram e ainda mudarão muita coisa em nosso país e nossa sociedade, assim espero como um cidadão brasileiro. O que mais me deixa fascinado é ver como a comunicação teve todo o seu poder usado a favor do objetivo dos manifestos. Se existiu um planejamento de como a comunicação deveria ser feita para que o manifesto fosse um sucesso, por favor me apresente quem o fez. Eu gostaria de parabenizá-lo.

Em menos de uma semana, a mesma mensagem foi passada de uma forma fiel e clara para que tivesse o mesmo entendimento de todos os níveis de senso crítico. A mesma mensagem foi passada de várias maneiras e de uma forma surpreendentemente rápida chegou a todos. Colunistas renomados, estudiosos científicos, web-ativistas, formadores de opiniões, comunicadores, simpatizantes, idealistas, estudantes, jovens, adolescentes, crianças, idosos, falando a mesma mensagem na sua forma mais pura, com a linguagem que cada um precisa, ou busca, para entender o assunto. Mais do que isso, as pessoas se tornaram parte daquilo, compartilhando, gerando mais conteúdo, gerando conteúdo de forma mais criativa para ter mais resultado e isso se tornou uma corrente positiva imensa. Além da revolução para reivindicar seus direitos, a sociedade também teve, talvez sem perceber, a revolução da comunicação. De uma hora para outra todos entenderam que não apenas R$ 0,20 centavos, e sim todo o restante do iceberg junto à isso. E mais importante que isso, se tornaram a favor a ponto de se juntar com a ação, seja lá de qual forma, nas ruas ou não.

Aprendemos que o conceito de comunicação é 'emitir uma mensagem afim de receber uma resposta' e não necessariamente esta resposta precisa voltar na mesma forma em que foi emitida. Toda a mobilização gerada nas redes sociais, sites, blogs e fan pages, e por incrível que pareça também na televisão geraram uma multidão enorme nas ruas. Essa foi a resposta. Se lembrarmos dos estados de prontidão, todos foram fielmente realizados, do conhecimento até a atitude favorável.

Quando tudo isso acabar, ao esfriar a cabeça para perceber, todos verão que a comunicação fez o seu papel da forma mais íntegra. As pessoas passaram a entender tanto sobre o assunto e seus motivos que até comentários nas redes sociais certamente gerariam bons artigos. O conteúdo nunca foi tão bem trabalhado. Entre todos os aspectos bem utilizados, até a 'recente' hashtag dentro do Facebook teve uma importância enorme na fixação do conceito do manifesto: #oGiganteAcordou.

Como cidadão, fico muito feliz de presenciar o momento 'divisor de águas' no nosso país, e quem sabe até ao mundo, afinal o Brasil sempre serviu de tanto exemplo. Como publicitário e amante dessa ciência fantástica que é a comunicação, fico muito feliz de ver toda essa evolução e de provar, mais uma vez, o potencial e a importância dessa ciência junto à todos nós e a sociedade. Como pessoa, fico muito feliz de poder ver a mudança acontecer e compartilhar tudo o que posso aprender com isso.

Agora, apenas espero estar preparado para tamanha evolução. Quanto mais a sociedade evolui, mais de você é cobrado, inclusive de você que lê este artigo. Ninguém está de fora.

ExibirMinimizar
CEO Outllok, A era da liderança resiliente. Confira os Resultados.