VENDEDOR TEM QUE SER BURRO, VAZIO E FECHADO

(Série: Administrando Vendedores/Vencedores Introdução) Antes de fechar esta matéria, achando que será ofendido com palavras grotescas e sem sentido, peço ao leitor que desde já comece a praticar o hábito da paciência. Claro que esta série de matérias não se trata de um manual de ioga tentando aprimorar o seu EU interior, nada contra isto, até certa feita tentei me enquadrar na seita Hare Krishna, mas fiquei longe de conseguir me enrolar com aquelas mantinhas coloridas. Num primeiro momento pensei em como chamar a atenção do leitor, para o que considero como requisitos básicos para o profissional de vendas. Vendedor tem que ser Burro, entenda que aqui o sentido da palavra ganha uma outra dimensão, não aquela, injusta e ofensiva quanto ao distinto eqüino, que compreende a sua falta de intelecto, vendedor burro é vendedor dedicado, que trabalha e dedica toda sua força a puxar a sua carroça (Objetivos de Vendas). Vazio, como o .....Vazio. Aqui partimos de uma das leis da física, não sei é a primeira, segunda ou a milésima, (convenhamos que ninguém tem mais leis que a física). Dois corpos não ocupam o mesmo lugar no espaço. Neste instante o sentido figurado quer dizer: -Estar sempre disposto a se encher de conhecimento e motivação, para isso, preconceitos e pessimismos devem ser jogados fora para não ocupar espaços importantes no sentimento do vendedor. Fechado, ao ponto de não permitir que interferências externas possam comprometer sua autoconfiança, a sua vontade e objetivos. Se você acredita que possa ser burro, vazio e fechado (no sentido figurado) continue a leitura, caso contrário, pare a leitura agora mesmo, pois daqui pra frente o conteúdo pode causar irreversíveis atitudes vencedoras em vendas, e é claro que você não vai querer já que em sua auto-opinião já está pronto.
Exibir