Várias empresas estão "forever alone" nas redes sociais. Marcas falando sozinhas.

Se você prestar atenção a maioria das marcas tem seu perfis e atualizam com posts constantes, mas elas estão falando sozinhas, as vezes aparece alguém para dar um curtir em um post, mas na maioria isto é muito raro.

Uma das palavras da moda é o tal do engajamento. Este é o primeiro desafio para qualquer marca depois que ela entra na web, principalmente nas redes sociais.

Criar perfis e ficar atualizando com notícias ou dando "bom dia" é algo fácil, o difícil é as pessoas começarem a te seguir e melhor, responderem o que a marca está falando.

Se você prestar atenção a maioria das marcas tem seu perfis e atualizam com posts constantes, mas elas estão falando sozinhas, as vezes aparece alguém para dar um curtir em um post, mas na maioria isto é muito raro.

Faça o teste, pega alguma empresa e observa a timeline no Facebook.
Tirando alguns poucos exemplos como marcas reconhecidas nacionalmente, ou os cases de social media, a maioria dos perfis vai ter um monte de posts com poucos ou nenhum likes/respostas e se você observar ainda quem interagiu nestes conteúdos, geralmente é a mesma pessoa, que é da agência ou do marketing da empresa.

O mesmo também acontece no Twitter, faça o teste com algumas promoções criadas pelas empresas, basta utilizar uma ferramenta como o Topsy.com para ver quem replicou a mensagem e na lista só vai dar o pessoal da agência/marketing ou amigos.

Isto é comum no mercado, várias empresas estão entrando nas redes, mas poucas estão se relacionando com seus clientes. O motivo para isto envolve diversas variáveis, mas a principal é que as empresas são chatas e elas continuam sendo chatas nas redes sociais.

Ninguém se relaciona com nada chato e para falar a verdade se você observar, as últimas peças de comunicação que você mais se relacionou foram coisas divertidas ligadas a entretenimento.

As pessoas se engajam mais fácil com filmes, músicas, games e coisas divertidas do que com informações e conteúdos institucionais, por isto as empresas devem ser mais divertidas se querem parar de falar sozinhas nas redes.

Exemplos para isto não faltam, algumas empresas tem bons resultados de engajamento, replicando piadas ou fazendo graça em seus perfis sociais e conseguindo aliar isto com suas ofertas e divulgação de produtos.

Agora também existem aquelas que mesmo tentando ser legais continuam sendo chatas, para estas é um pouco mais complicado, mas tam solução também.

No próximo post vou falar um pouco sobre um grau acima do engajamento, utilizando como exemplo algumas peças de entretenimento.

Comentários

Participe da comunidade, deixe seu comentário:

Deixe sua opinião!  Clique aqui e faça seu login.
    Raphael Lacerda

    Raphael Lacerda

    Sócio na Mercado Binário - Agência Digital de automação e leads de vendas. http://www.mercadobinario.com.br/
    café com admMinimizar