Valorização monetária em risco

Com as recentes descobertas de corrupção e desvio de dinheiro, fica cada vez mais visível a desvalorização da moeda por má utilização, sem contar com a péssima administração econômica

Estamos vivendo um cenário de crise sem precedentes, acarretado por uma série de erros politicos, economicos e estruturais. O que mais impressiona é o volume financeiro de recursos desviados e a certeza da impunidade, de acordo com o Portal G1 a estatal tenta retomar R$ 6,2 Bi em recursos desviados, sem considerar os bilhões em dividas contraidas pela estatal e a queda brusca de suas ações, agora se considerarmos várias empresas e orgãos que tem esse "padrão" administrativo corrompido, de acordo com o ESTADÃO ocorreram fugas de capital oriundo de corrupção em 10 anos em torno de 10% do PIB (Produto Interno Bruto)

"Com esses dados, a economia brasileira é a sétima que mais sofre uma sangria no mundo por conta da corrupção. A liderança é da China, com um acumulado de perdas em dez anos de US$ 1,2 trilhão, seguida por Rússia, México e Índia."

Considerando que a politica economica e administração Publica deixa a desejar, devemos levar em consideração a desvalorização da moeda por uso ineficiente, sem lastro e sem valor agregado, a moeda é a multiplicadora de riquezas, quando eu produzo algo e recebo por isso o valor justo, esse recurso gera uma progressão em escala, o dinheiro sujo não tem objetivo social e é um peso morto para a economia, servindo apenas para criar mais pobreza e escassez.

ExibirMinimizar
aci baixe o app