Uma visão de educação
Uma visão de educação

Uma visão de educação

A educação tem como princípio a transformação do caráter e das ações humanas e não apenas uma utilidade de especulação de um trabalho fundamentado em temporalidade com objetivo de alimentar as necessidades individuais de uma determinada ideologia de classe

Variavelmente o surto da educação se resume em fatores intrínsecos não explorados. A educação na atualidade passa a se tornar um elemento corriqueiro de transformações. Seu uso na decadência moral humana começa a transformar-se no momento em que a ação e leis humanas tentam colocá-la como um objeto palpável material e temporal.

Tira do cerne original sua utilidade e aplicam-na às necessidades da cultura financeira e ou política da nação. Por esses mecanismos a educação se torna algo tão complexo que se torna cabível de ações que possam moldá-la e faz-se da utilidade única que possui uma utilidade mais demográfica do que exatamente uma utilidade moral da construção do pensamento humano.

De forma singela a educação tem como princípio a transformação do caráter e das ações humanas e não se transformar ao que a sociedade compreende como adequado. A sociedade deve moldar-se para compreender a educação e não moldar a educação para que ela, a sociedade, seja passível de compreensão.

Assim, a educação não se restringe apenas ao conceito acadêmico, nem à alfabetização do menor humano em todas as fases de desenvolvimento. Nem ao menos a algum conceito utilitário de cunho pessoal e exclusivo de uma nação, justo que cada ser constituinte de pensamento formativo, ou não, são congratulados pela presença constante da educação. Uma representação não simbólica, mas, sim um elemento que faz parte do viver e das relações entre as pessoas e os seres constituintes do planeta terra.

A relação mais importante que o ser humano pode ofertar como contribuição não social, no entanto mais humanitária é a sublimação que pode exercer em relação à sua existência. E, com isso saber exatamente que cada decisão e escolha não afetará apenas uma única vida, e sim afetará além daquilo que supostamente os limites visíveis e conhecidos pela mente humana poderão perceber.

Na exploração mais sincera da evolução humana não está apenas em compreender a educação, mas ser em sua totalidade a própria singularidade da educação. A originalidade é crucial para a formação do elemento humano. Entretanto, tais elementos são mais cabíveis quando traduzidos por um singelo sentimento, além do apreço pela vida, respeito sincero, amor, certezas sensatas do bem viver nas relações entre as pessoas. Além da razão de ser capaz de viver e não somente sobreviver sobre a égide do convencionismo social que as escolas humanas vêm proporcionando a seus eleitos.

A educação é base única, incalculável, por isso não deve jamais se submeter a uma interpretação egocêntrica de um parâmetro temporal.

ExibirMinimizar
aci institute 15 anos compartilhando conhecimento