Uma imagem vale mais do que mil palavras

Com o uso de vídeos, a atenção das pessoas não apenas é retida por mais tempo, como gera engajamento e incentiva a realização de comentários e compartilhamentos

O clichê “Uma Imagem Vale Mais do que Mil Palavras” faz todo o sentido já há algum tempo. Métricas das redes sociais mostram que posts com fotos no Facebook, Twitter e Instagram geram mais interação do que os posts que utilizam apenas textos, (no caso do Insta, imagens de frases precisam comover ou indignar o usuário para gerar tal interação). Quando se trata de posts de vídeos então, a atenção das pessoas não apenas é retida por mais tempo, como gera engajamento e incentiva a realização de comentários e compartilhamentos.

Números como: O YouTube é o terceiro web site mais visitado do mundo com média 4 bilhões de visitas por dia, um post com vídeo é acessado e comentado por até 3 semanas além da data de sua postagem, a cada minuto 700 vídeos do Youtube são postados/ compartilhados em outras redes sociais, os jovens de 18 a 34 anos gastam apenas 18% de seu tempo com vídeos de TV aberta e a cabo e 61% com vídeos digitais (filmes, seriados, canais do Youtube, vídeos postados no Facebook, entre outros). Isso sem falar na quantidade de filmes que é compartilhada por meio do Whatsapp...

O fato é que uma imagem em movimento pode contar uma história com mais detalhes, emocionar, promover a reflexão, incentivar a interatividade e, no que se refere ao ambiente corporativo, pode servir para, por exemplo, promover treinamentos mais dinâmicos, rápidos e eficazes – ajudando o cérebro a reter mais informações. Além disso, um vídeo permite eternizar momentos, sejam eles comunicados oficiais, vídeos institucionais, informes sobre benefícios, segurança, políticas corporativas, dicas, datas comemorativas, linhas do tempo, entre outros temas.

Em uma reportagem no Portal da Revista Próxima o gerente da Prezi, Kevin Klein, afirmou que em palestras e eventos que utilizam vídeos e outros recursos visuais a taxa de retenção de uma mensagem pelo receptor atinge 80%. Já quando uma apresentação é exclusivamente oral, apenas 10% da mensagem do transmissor é efetivamente absorvida pelo receptor.

Já pensou em um programa de entrevistas ou um talkshow com o presidente ou algum outro porta-voz da empresa? Não somente é possível, como inúmeras companhias já realizam e mostram o grande êxito que esse tipo de programa obtém. Além disso, telejornais e entrevistas com colaboradores engajam, ampliam o senso de pertencimento, contribuem para a melhoria do clima e mostram o quanto cada colaborador é importante para o sucesso dos negócios.

Assim, espera-se que agências e áreas como a de Recursos Humanos e a de Comunicação Interna se atentem para tal constatação e se utilizem dela, pois além de conquistar a disputadíssima atenção do funcionário, a utilização de vídeos reduz custos, uma vez que permite a sua reprodução e a realização de treinamento em outras diferentes oportunidades e possibilita a visualização de um evento em que nem todos puderam comparecer.

ExibirMinimizar
aci institute 15 anos compartilhando conhecimento