UM PROPOSITO DE FATO SEU

. . .VIRTUDES EMPREENDEDORAS Na infância somos ensinados a nos comportar conforme o propósito dos outros. Para sermos aceitos pela sociedade em geral, fomos induzidos a seguir a conduta desta, em geral imposta pelos nossos pais, professores, colegas e amigos. Mais cedo ou mais tarde, nos damos conta de que é mais fácil basear nossas escolhas no que é esperado de nós do que naquilo que realmente queremos! Todos temos um propósito uma missão realmente nossa que já está dentro de cada um de nós e que por não praticarmos o auto conhecimento acabamos por não descobri-lo. Propósito, no entanto, não é um conceito, mas sim uma prática, uma razão de vida. É o motivo pelo qual levantamos da cama a cada manhã. Enquanto não nos harmonizarmos com o nosso propósito não encontraremos o verdadeiro prazer naquilo que fazemos. Se no cidadão comum o propósito já é extremamente importante, imagine no empreendedor que trabalha com a construção permanente de idéias e/ou ideais. Se o empreendedor é o individuo auto motivado, capaz de transformar sonhos em realidade útil aos demais indivíduos, podemos afirmar que estes sonhos são nada mais que um propósito. Muitas são as virtudes empreendedoras, mas entendo que a definição (ou melhor, a descoberta) do seu propósito claro - é dentre todas a que inicia todo o processo de empreender. Afinal, sem saber para onde ir, qualquer caminho serve. E, qualquer caminho não conduz a lugar algum. O combustível do empreendedor é a paixão que se alimenta com o reconhecimento (seja ele financeiro ou não). Este reconhecimento só será sentido se o propósito estiver claramente definido; se não, corre-se o risco de haver um desvio significativo no meio do caminho. Mas, como definir um propósito que realmente nos motive e, ao mesmo tempo, não se deixe perdido no meio da trajetória? Minha sugestão é que se transforme o propósito em uma meta. Propósitos por si só são vagos e lúdicos; já as metas são específicas, mensuráveis, alcançáveis, relevantes e temporais. Ou seja, seu propósito se tornará meta quando você especificá-lo a ponto de conseguir atingir um grau de visualização permanente. Quando você conseguir mensurá-lo quantitativamente, ou seja, dando a ele um valor numérico que o ajude medir o quanto você está próximo ou distante dele. Quando seu você puder alcança-lo, pois não adiante desejar a lua se você não tem asas ou se for capaz de produzi-las. Quando você tiver condições de especificar uma data para a realização deste propósito, mesmo que você tenha que definir datas menores para alcançar as partes do propósito. Concluindo, seu propósito deverá ser relevante, ou seja, ter um significado pessoal para você. Em poucas palavras, deve ser:
UM PROPÓSITO DE FATO SEU.. . .
ExibirMinimizar
CEO Outllok, A era da liderança resiliente. Confira os Resultados.