Um mercado sem crise - O poder da mão invisível do Estado
Um mercado sem crise - O poder da mão invisível do Estado

Um mercado sem crise - O poder da mão invisível do Estado

O potencial gigantesco do mercado de licitações e suas oportunidades para quem deseja entrar em um mercado bilionário e cheio de oportunidades para pessoas treinadas e com capacidade técnica

A frase acima é bastante famosa e durante anos é repetida nas cadeiras das faculdades mais famosas do mundo. A frase é de um dos maiores economistas que o mundo já produziu, trata-se do grande mestre Adam Smith, e traduz uma certeza: o poder do Governo na economia. Esse poder tem tudo a ver com o texto a seguir, e tem tudo a ver com você empresário, profissional liberal, agente público e estudante.

O que é uma licitação?

Ao se falar de licitação no panorama atual do país, a palavra refletida em nossas mentes e conceitos é corrupção. Afinal, não precisa de muito esforço para tal constatação. Basta que se ligue o seu aparelho televisor a qualquer momento que você terá pelo menos uma notícia nada amistosa sobre o assunto.

Mas o que é, de fato, uma licitação? Bem, de maneira simplória e para não se estender muito nessa parte do assunto, pois esse não é o intuito aqui, podemos dizer que uma licitação é um procedimento de cunho administrativo usado pelo setor público para adquirir produtos e serviços. Esse procedimento é uma via de mão dupla, pois o poder público adquire o produto à medida que fomenta a economia, colaborando para o desenvolvimento da sociedade.

Dessa forma, a licitação é um processo formal onde há competição entre os interessados, que são empresas devidamente estabelecidas e com comprovação atestada pelo mercado da qualidade dos seus produtos e serviços. A partir disso, a administração pública seleciona a proposta mais vantajosa para o contrato de seu interesse.

E até onde vai este mercado? Qual é o seu potencial?

O tamanho do mercado

O mercado de licitações movimenta bilhões de reais todos os anos. Justamente por conta desta voluptuosa quantia de dinheiro envolvido é que ele se torna tão atrativo para aqueles que querem praticar atos ilegais. E é só até aqui que a visão dos leigos no assunto vai. Sabe-se que é um grande mercado porém, por falta de conhecimento especializado, os empresários não enxergam esse fabuloso mercado de vendas para o governo como algo sério, relevante, confiável e verdadeiramente capaz de trazer milhões de reais para os cofres da empresa.

O governo é um cliente que nunca deixará de comprar, mesmo em tempos de crise. Qualquer coisa que a esfera pública deseje adquirir, isso vai desde uma agulha até a um avião, ela precisará licitar. Veja que afirmação espetacular para você que é empresário! As licitações podem ser a sua porta de salvação para enfrentar a crise e prosperar ao término dela. Estamos falando de um mercado onde uma única licitação ganha pode mudar o patamar financeiro de uma empresa.

São 26 estados e cerca de 5.770 municípios e cada um desses estados e municípios com diversos órgãos, todos fazendo compras através de licitação. Verdadeiramente não dá para ser passivo em relação à grandeza e potencial desse mercado.

Então você, que é empreendedor, ou que está pensando em se tornar um, deve olhar, perceber e conhecer mais sobre licitações, caso queira largar na frente. Não se alimente do senso comum de que quem ganha dinheiro com esse ramo são pessoas corruptas e, portanto, você não deve se envolver. O mercado de licitações clama por pessoas honestas e, sobretudo, capacitadas e com conhecimento específico.

Atualmente são inúmeras licitações que são canceladas por falta de concorrentes. O que isto significa? Muito simples: significa que o governo está querendo comprar, entretanto não aparece ninguém para vender. É o caso das licitações desertas.

Por incrível que pareça, essa não é uma situação atípica. Isso acontece o tempo todo. São milhões de reais que deixam de entrar na economia por simples falta de conhecimento. Será que esse dinheiro não seria bem vindo para você e sua empresa? Pensando nisso e a partir disso, é necessário saber como se preparar para uma licitação.

3 passos simples para uma empresa se preparar para uma licitação

Participar de uma licitação não é uma tarefa fácil, principalmente para empresários que não dominam suas técnicas. Isso ocorre porque o processo licitatório é um procedimento extremamente formal, onde cada passo deve estar em conformidade com o edital e, especialmente, com a lei de licitações. Qualquer erro ou esquecimento, por menor que seja, ensejará na desclassificação do licitante.

1- O primeiro passo para participar de uma licitação é ter uma empresa regularizada, ou seja, ter toda a documentação pertinente em dia, como declarações, certidões etc. Nessa hora faz-se muito importante ter uma contabilidade confiável e que cuide muito bem da saúde burocrática da sua empresa;

2 - O segundo passo é ir em busca do edital da licitação da qual deseja participar. O edital é o contrato da licitação e é nele que o empresário encontrará tudo o que precisa saber para preparar a sua empresa para o processo licitatório. Muitas empresas caem nesse item por falta de um conhecimento técnico na leitura desse instrumento convocatório;

3 - O terceiro passo é participar efetivamente da licitação. Estar presente no dia e horário em que irá ocorrer a disputa com toda a documentação exigida pelo edital e com sua proposta de preço. É nesta etapa que você realmente precisa se qualificar, caso queira ganhar a licitação, pois até então os dois primeiros passos são comuns a todos os participantes, mas o terceiro é onde os conhecimentos sobre as leis que circundam o universo das compras públicas irá fazer a diferença para o seu sucesso.

Comece agora!

O mundo das licitações será uma saída fantástica para sua empresa e participar dele, mesmo não tendo nenhum segredo inicialmente, a posteriori pode se tornar uma tarefa um tanto complexa, onde conhecimentos específicos e técnicos sobre o mundo das licitações serão o fator decisivo sobre se você ganhará a licitação ou se o seu concorrente é que será contratado.

ExibirMinimizar
aci institute 15 anos compartilhando conhecimento