Uber = Liberdade econômica

Existe muita discussão a respeito do aplicativo Uber, se deve ser liberado, se deve ser proibido ou se deve ser regulamentado, mas a essência do que é realmente o Uber raras vezes é discuto: O “livre mercado”, o princípio fundamental que está contido nessa nova tecnologia

Vamos tentar pontuar de maneira simples e direta as contribuições do Uber ou talvez o seu conceito que pode expandir para outros produtos e serviços:

1º Ele desmonta de maneira prática um monopólio, sem uso de força jurídica, sem rebelião, sem greve, simplesmente desmancha a estrutura do monopólio de uma reserva de mercado dando acesso à entrada de qualquer pessoa interessada:

2º Ele ensina o consumidor que o preço e qualidade de serviço são medidos por valor percebido, é negociável e não é medido por taxação e regras impostas pelo prestador;

3º Que o controle soberano do estado sobre a economia ou reservas de mercado priva a liberdade da economia, o direito de escolha do consumidor e o direito das pessoas de serem ativas no mercado, menos intervenção significa menos privilégio a “alguns”.

O objetivo desse pequeno texto não é de ensinar economia, apenas bater na tecla de liberdade econômica, liberdade econômica, liberdade econômica...

"A economia lida com os problemas fundamentais da sociedade; é do interesse de todos e pertence a todo mundo. Ela é o estudo principal e natural de cada cidadão." Ludwig Von Mises

ExibirMinimizar
aci institute 15 anos compartilhando conhecimento