Type less and Walk and Talk more...

O objetivo central deste artigo é lhe ajudar a refletir sobre os benefícios de: digitar menos (laptop, skype, whatsapp, PC, smartphone e afins) e andar (estar próximo) e falar mais (pessoalmente ou videoconferência) com a sua equipe!

Calma lá porque este não é nenhum artigo sobre "dicas de inglês", até porque eu ainda sou um esforçado aluno do idioma (hoje na The Camp English Training), mas sim um novo artigo sobre Liderança.

O objetivo central deste artigo é lhe ajudar a refletir sobre os benefícios de: digitarmenos (laptop, skype, whatsapp, PC, smartphone e afins) e andar (estar próximo) e falar mais (pessoalmente ou videoconferência) com a sua equipe!

Em minha carreira de consultor, trainer e business coach, eu tenho presenciado este crescente, sintomático e assustador comportamento que muitos gestores têm adotado diariamente, trocando a presença física pela virtualização exagerada.

Assim como você, eu sei e reconheço que existem inúmeros benefícios que os novos tempos, as novas tecnologias e as novas formas de gerenciar e coordenar equipes e projetos nos mais diversos segmentos - trouxeram ao gestor dos dias de hoje.

Da mesma forma, eu também sei que a pressão por resultados e o escasso tempo dos atuais dias acabam por contribuir para que os atuais líderes do século XXI caiam em algumas perigosas armadilhas de gestão:

1) Virtualização excessiva na gestão:por mais que seja preciso utilizar todas as plataformas e recursos tecnológicos, a boa e eficaz gestão se faz gastando um pouco de "sola de sapato" e "olho no olho".

Coordene atividades, gerencie processos e oriente equipes utilizando-se dos mais modernos recursos tecnológicos, mas sempre procure estar próximo, tenha conversas e discussões pessoais sobre os principais aspectos de qualquer projeto ou desafio profissional no qual você é responsável como líder.

Ande pelo escritório, fale com seus pares e times coligados a sua área, visite lojas ou unidades de negócios, acompanhe as visitas nas regionais e sinta o "cheiro do campo" e da equipe, estabelecendo um canal saudável de comunicação com todos os seus superiores, pares e liderados.

2) Feedbacks textuais: por mais tentador que seja, não pratique o feedback textual - distante e frio com seus colaboradores.

Todos nós sabemos que no dia a dia, pela correria das coisas e o aumento da imprevisibilidade das coisas no mundo dos negócios, é comum ocorrer problemas - falhas - enganos e todas estas situações tais como estas, são momentos preciosos para praticar feedback e orientação, algo que definitivamente não pode e nem deve ser feito a distância.

Dê sempre o feedback "ao vivo e a cores", oriente as pessoas olhando olhos nos olhos e sentindo como a sua mensagem está sendo recebida e ficando atento a todo "retorno" que também é dado neste momento.

3) Exagero da comunicação on-line: não acredite que enviar e-mails ou ativar as pessoas com mensagens instantâneas seja capaz de substituir a sua insubstituível presença física.

Separe as diferentes formas de gestão com muita sabedoria, esteja on-line quando for preciso - mas esteja muito mais presente no dia a dia com a sua área e equipe, exceto quando realmente não for possível. Muitas vezes uma reunião assertiva é capaz de motivar e clarear o que as pessoas devem e precisam fazer para gerar resultados no seu negócio.

Então a dica-chave de hoje é: WALK AND TALK MORE, AND TYPE LESS...

Entenda de uma vez por todas algumas coisas preciosas sobre o foco de tudo o que estamos discutindo hoje, então:

  1. Saia de trás do computador: não é sentado numa cadeira e olhando o dia todo para o computador que você vai gerir pessoas ou um negócio vitorioso;
  2. Pare de enviar whatsapp: aceite o fato de que muitas vezes você perde tempo, estressa pessoas, cria confusões e contribuir negativamente para a performance do negócio com esta atitude viciante;
  3. Visite sua equipe mais vezes: tenha rotina de estar mais próximo a sua equipe, reserve em sua agenda horários e tempos para acompanhar a equipe e ver de perto o que acontece na vida real deles e do seu negócio;
  4. Agende reuniões rápidas: mais do que realizar reuniões longas, cansativas e por vezes chatas, realize mais reuniões focadas e com constância. Por exemplo, adote o que eu chamo de "Planning Day": uma reunião de 45 a 60 minutos para alinhar o que está acontecendo, discutir ações e definir novas ações, prazos e responsáveis para avançar no plano estratégico da empresa.
  5. Use o telefone de forma inteligente: o telefone ainda é uma poderosa ferramenta para gerenciar, orientar e liderar equipes, sendo um "caminho do meio" do assunto de hoje. Ao telefone é possível compreender e sentir muita coisa e é uma abordagem menos fria para tratar de certos assuntos do dia a dia.

Pense nestas coisas, pois tudo o que discutimos hoje não está em "O QUE" mas no "COMO FAZER", assim reajuste e balanceie a sua atual abordagem de gestão virtual com a presencial e você notará muitas diferenças positivas.

Abraço, excelente mês e bons negócios!

Leia também: https://www.linkedin.com/pulse/pesquisa-da-associa%C3%A7%C3%A3o-americana-de-gest%C3%A3o-liderando-para-marcos-ton?trk=mp-author-card

ExibirMinimizar
aci institute 15 anos compartilhando conhecimento