Tudo é culpa do estagiário

Mas será mesmo que sempre a culpa é do estagiário?

Não foi uma, nem duas, nem três vezes que ouvi de forma grosseira alguém proferir essa fala. Por alguns instantes cheguei a questionar se isso de fato era verdadeiro, será mesmo que tudo que acontece de errado em uma empresa parte da culpa é de algum “despreparado” que está desempenhando aquela atividade?

Quer queira quer não, muitas organizações públicas e privadas, contribuíram para construção de uma imagem negativa, que nos fez crer na incapacidade de um estagiário em desempenhar de forma competente as atribuições que lhe foram repassadas. Essa não é uma realidade difícil de observar, acredito que a maioria de nós já presenciou uma situação em que o funcionário informou algum erro no processo ou sistema que estava sendo utilizado, e simplesmente para resolver a situação jogou toda a culpa nas costas do estagiário.

Mas será mesmo que sempre a culpa é do estagiário?

É lógico que não, o fato é que algumas organizações com objetivo meramente lucrativo, e com o intuito de apenas conseguir uma mão de obra barata, contratam “profissionais” ainda em formação, que possam realizar atividades rotineiras que por vezes acabam fugindo da realidade do próprio curso, e não com a ideia de contribuir com sua formação profissional, sendo que muitas vezes o despreparo desses alunos, parte da própria organização que ao invés de orientá-los simplesmente determina atribuições aleatórias ou até mesmo nem determina.

Porém, é interessante destacar que nem todas empresas apresentam o perfil retratado acima, temos bons exemplos como a Ambev, a Nestle, o Santander, a Shell que buscam a formação profissional dos estudantes, permitindo desenvolver habilidades e competências, além da possibilidade de adquirir uma grande carga de experiência.

Além dessas empresas, organizações como IEL, tem a iniciativa em realizar anualmente o Prêmio IEL do estágio para identificar as melhores práticas e programas de estágios em todo o Brasil. Estimula empresas e Instituições de Ensinos conveniadas para tornarem seus programas de estágios com diferencial na formação de novos profissionais.

Acredito que estes incentivos e essa aproximação das empresas com o mundo universitário ainda vai dar o que falar, grandes talentos estão sendo descobertos, aí sim podemos dizer que a culpa é do estagiário!

Publicado originalmente no blog Painel ADM

ExibirMinimizar
aci institute 15 anos compartilhando conhecimento