Troca e comprometimento

A troca líder liderado como impulsionadora de comprometimento

Tenho ouvido muito: “hoje em dia as pessoas não são comprometidas, só trabalham pelo salario e não querem saber de mais nada, eles faltam, chegam atrasados, não cumprem as regras da empresa”... e assim por diante.

Aí me pergunto o que as empresas e os líderes fazem para mudar esse quadro? Ou a culpa é só "deles"?

Será que não há nada que se possa fazer para reverter essa situação? Será que “essas pessoas” são assim tão ruins.

Aí vocês vão dizer: mas Silvana, tem gente que não quer trabalhar mesmo.

Eu concordo mas... Tem muito mais gente querendo trabalhar, se sentir útil, realizado, contribuindo, do que os ditos "não querem nada com nada"

E aí, as empresas e os líderes têm um papel fundamental. O que vocês fazem para tornar sua empresa atrativa? O que vocês fazem para tornar o trabalho de sua equipe atrativo? Ou vocês só querem mão de obra?

Quem só quer mão de obra não vai ter equipe. A vida é feita de trocas - em todos os âmbitos de nossa vida. Por que seria diferente no trabalho?

Você acha que pagando o salário e os benefícios mínimos exigidos por lei você atrai bons colaboradores, talentos? Se enganou..... Assim como os candidatos às vagas da sua empresa tem que ser atraentes, sua empresa tem que ser atraente para eles.

E isso é troca - quer comprometimento, comprometa-se com sua equipe, com o bem estar deles, com a realização deles, com o resultado deles e daí sim, cobre os resultados. Mas só cobrar resultados sem dar algo em troca que não seja o salário e as coisas materiais não irá garantir comprometimento

A troca tem que ser maior, salário não motiva ninguém, comprometimento e envolvimento da empresa com os funcionários sim, isso cria comprometimento!

Pense nisso, e aja, pois se não, outros vão agir e "roubar" sua "mão de obra"!

ExibirMinimizar
aci institute 15 anos compartilhando conhecimento