Transformando ideias em negócios

Várias ideias de negócios são geradas todos os dias por empreendedores, algumas são engavetadas. A duvida sempre é: o que fazer para executar uma ideia de negócio?

Nossa! Essa ideia é genial, vou ganhar muito dinheiro com isso. – Foi o que pensei em abril de 2011. E tenho que confessar, não foi a primeira vez que havia cogitado ganhar alguns milhões de reais com uma de minhas ideias, e certamente, não foi à última. Naquela ocasião especificamente, acabei desistindo da ideia, e até hoje convivo com a incerteza de saber se aquilo daria certo ou não.

A realidade é que todos os dias milhões de ideias surgem em nossas cabeças, algumas são extraordinárias, outras por sua vez, são horríveis. No final das contas, acabamos não conhecendo o real potencial de nossas ideias, pois negligenciamos uma etapa essencial do processo, que é a execução. Não é raro isso acontecer. Por exemplo, alguém deslumbra uma sacada fenomenal enquanto estava tomando banho. Antes de dormir, gasta algumas horas idealizando cada detalhe daquela ideia maluca. Na manhã seguinte, acorda empolgado e busca de imediato um pedaço de papel e uma caneta, e rapidamente, transcreve todos os detalhes daquele plano, e então, a incerteza da viabilidade do projeto surge, a solução encontrada é engavetá-la. Porém, repense essa atitude. Essa ideia engavetada pode valer milhões de reais.

Não há duvidas, uma ideia por mais boba e simples que seja pode acabar impactando todo o mundo. Foi o que aconteceu com um jovem que queria fazer o download de todo o conteúdo da internet em um computador como parte de sua pesquisa para uma dissertação. Confiante, o jovem acreditava que uma semana seria o suficiente para realizar o trabalho. No entanto, ao final daquele ano, ele só tinha feito o download de uma pequena parcela do conteúdo. Esse pequeno erro de calculo levaria o jovem Lerry Page a cofundar uma das empresas mais inovadoras do mundo – o Google.

Existe inúmeros motivos favoráveis que fazem as pessoas engavetarem boas ideias em potencial. Algumas delas são meras desculpas mentais, por outro lado, existem alguns fatores externos que podem contribuir para a desistência do projeto. O medo do fracasso é o primeiro da lista. Algumas outras desculpas como falta de qualificação e de dinheiro, também estão presentes. O buraco ainda pode ficar mais baixo, pois existem aqueles que desistem por darem maior atenção aos críticos. ‘’Desista! Não faça isso! Você só vai perder tempo! Procure uma vida estável!’’

Quantas vezes você já ouviu esses comentários e desistiu de suas Ideias? Caso já tenha acontecido mais de uma vez, isso pode se tornar um problema! Um problema bastante comum, infelizmente. Pois desistir parece ser o caminho mais fácil, mais rápido e menos doloroso para a maioria das pessoas. Muitos falam em ter uma vida estável, sem dor de cabeça, pensar no casamento, nos filhos, na aposentadoria... E isso é uma grande bobagem. E cometer esse erro, pode ser uma falha tão grande quanto desistir de suas ideias, dos seus sonhos.

Você nasceu para brilhar, e não para ser mais um na multidão – Esse trecho ficou meio clichê, mas é isso mesmo. Tirar uma ideia de negócio do papel não é tão complicado quanto se parece. E para provar isso, eis aqui algumas pequenas lições importantes aprendidas no decorrer de minha jornada como empreendedor.

Conheça o mercado que sua ideia estar inserida. Esse é um dos pontos mais importantes. Inúmeras ideias de negócios fracassam por falta de conhecimento dos seus gestores. Entrar em um mercado apenas por acreditar que seja uma ''nova tendência'' é como jogar na loteria e esperar que a sorte faça todo o trabalho duro. É um erro. Ao invés disso, trabalhe com algo que você realmente conheça e entenda, ou se preferir, pesquise e estude sobre o mercado. É importante saber onde se estar pisando.

Sonhe alto e comece pequeno. Planeje-se e faça um protótipo do seu produto ou serviço e coloque-o no mercado. Seja adepto da ''cultura de testes''. Você pode ir lapidando o seu negócio aos poucos.

Trabalhe, trabalhe e trabalhe. Não caia na armadilha de acreditar que empreender é criar o seu próprio horário, trabalhar quantas horas quiser no dia que quiser. TRABALHE! E muito. O sucesso do seu negócio dependerá apenas do seu empenho. Sem empenho, não existirá sucesso.

Persista e nunca desista. Resultados negativos irão aparecer, e nesse momento, você pensará em desistir. Quando isso acontecer, lembre-se da frase do Ronaud Pereira ''Só existe sucesso ou aprendizado. Fracasso é a desistência''.

Use sua criatividade. Todo mercado é bastante competitivo, então, você precisará se diferenciar de alguma forma. E a melhor maneira de fazer isso é usando sua criatividade. Deixe de lado as ferramentas clichês, Inove na maneira de executar a sua ideia de negócio.

Tenha foco nos seus objetivos. Não negligencia a etapa de planejamento de sua ideia de negócio. Tudo começa com uma ideia. Porém, essa ideia tem que ser desenvolvida com bastante cuidado. Corra riscos calculados. Estabeleça metas de curto e longo prazo. Foque neles e vá estabelecendo novos após atingi-los.

Nos últimos anos, não houve um dia sequer em que eu não estivesse trabalhando em alguma ideia. Seja uma nova sacada de negócio, uma nova ideia de livro, planejando uma nova palestra ou um novo texto de Stand-up Comedy. Em resumo, tenha ideias e execute-as.

ExibirMinimizar
aci baixe o app