Transformando a inveja em motivação

Modelagem é o princípio trabalhado pela Programação Neurolinguística para eliminar crenças limitantes

A inveja, assim como o ciúmes, pertence ao grupo de sentimentos que regulam e sinalizam as relações interpessoais, geralmente vista como uma emoção negativa quando se almeja algo pertencente ao outro.

A inveja possui dois lados, a ambição e a limitação. Chamamos de ambição o lado positivo da inveja, por trazer ao indivíduo o aumento de possiblidades de se conquistar algo e lhe propicia estímulos para sair da zona de conforto. Já a limitação corresponde ao lado negativo da inveja, por fazer com que a pessoa entre em pensamentos de fracasso, sem nenhum estímulo para alcançar o que deseja.

A Programação Neurolinguística (PNL) trabalha um princípio chamado modelagem, que consiste em trabalhar a inveja por uma lado positivo, para trazer resultados diferentes e desejados para qualquer pessoa. Esse princípio inibe crenças limitantes e expande a consciência para um aprendizado de padrões mentais que levam a desempenhos excepcionais. Desta forma, podemos modelar qualquer comportamento.

Há outras quatro dicas para trabalhar este sentimento da melhor forma:

  1. Ter sempre como referência o melhor de si mesmo e não se comparar aos outros
  2. Perceber quais os comportamentos/pensamentos que trazem o lado positivo da inveja (a ambição), e tentar tornar tais comportamentos/pensamentos mais frequentes
  3. Contrariamente evitar os comportamentos e pensamentos que aflorem o lado negativo da inveja (a limitação)
  4. Tentar entender a razão da inveja estar presente em determinada situação ou com determinada pessoa e se permitir possuir tal sentimento sem culpa
ExibirMinimizar
aci institute 15 anos compartilhando conhecimento