Trabalhadores são voluntários?

Você já pensou o que faz um profissional manter-se em uma empresa que não satisfaz as suas necessidades, provavelmente ele não ficará por muito tempo.

Você já parou para pensar se os trabalhadores são voluntários? Estou lendo o livro "O Monge e o Executivo" (super recomendo) e fiquei intrigado ao ser questionado pela pergunta acima.

No texto o ex-executivo e agora Monge de nome Simeão diz que "O trabalhador pode atravessar a rua e ir ao encontro de outro empregador que lhes pague mais cinquenta centavos por hora, ou até cinquenta centavos a menos, se realmente não gosta da empresa ou o ambiente no qual trabalha", afinal coração, mente, compromisso, criatividade e ideias, são dons voluntários e mesmo que possamos alugar suas mãos, pernas e costas é o mercado que determinará o aluguel a se pagar, "Os trabalhadores só são voluntários nas organizações que satisfaçam suas necessidades".

Mas o que eu lhes quero fazer pensar é: se uma pessoa estiver infeliz ou desmotivada na organização em que trabalha e houver uma proposta financeira superior em outra empresa, ou até inferior ao que recebe, ele poderá aceitar, já que a satisfação e as necessidades de um funcionário não estão totalmente relacionadas ao valor monetário, mas sim às suas necessidades emocionais.

Como satisfazer as necessidades e anseios do meu funcionário, já que a motivação é parte do próprio indivíduo?

A empresa não tem o poder de motivar seus funcionários, pois se o funcionário não desejar que isso aconteça nenhuma ação será válida, porém a empresa tem o poder de estimular, utilizando estratégias para que essa motivação ocorra naturalmente, através da criação de um ambiente de trabalho agradável, não necessariamente "ambiente físico", mas um ambiente relacional onde os objetivos gerais da empresa estejam alinhados, diminuindo a distância entre o gerencial e o operacional. Funcionários são os primeiros clientes e precisam comprar a ideia para depois vendê-la.

ExibirMinimizar
aci baixe o app