Todos querem ir para o céu, mas será que aceitam pagar o preço?

Uma pesquisa feita por Harvard demonstrou que apenas 3% das pessoas tem um objetivo bem definido em sua vida, sabem onde e como chegar. Esta pesquisa mostrou também que 90% da riqueza do mundo está nas mãos destes mesmos 3%. É o sentimento de poder, paz de espirito e auto realização do indivíduo que tem um objetivo bem definido que aumenta exponencialmente as suas chances de sucesso

Você já percebeu que a maioria das pessoas tem consciência da importância de se ter um objetivo bem definido na vida?

Você já percebeu que a maioria das pessoas dizem que sabem o que querem da vida, mas se você perguntar, ela dá uma resposta genérica? ... do tipo: “eu quero é me dar bem”, “eu quero é ter sucesso”, “eu quero é conseguir ter uma velhice tranquila” e outras do gênero.

Você já percebeu que poucas pessoas realmente se comprometem com aquilo que desejam?

Você já percebeu que tanto no campo pessoal quanto no campo profissional todos querem que tenhamos objetivos bem definidos, mas ninguém nos orienta sobre como definir os objetivos?

Um dos principais segredos das pessoas de sucesso e acredito que você vai concordar foi identificado por Napoleon Hill em sua celebre pesquisa sobre o comportamento de mais de 16.000 empresários de sucesso.

Hill identificou em sua pesquisa que dentre todas as características que uma pessoa de sucesso tem, é que ela sempre sabe por qual motivo ela está fazendo aquilo que ela está fazendo. Ou seja, ela tem um objetivo bem definido e sabe que tudo o que ela faz é para continuar a ir na direção daquele objetivo traçado.

Este é o ponto de partida de todas as realizações, e a sua ausência é a pedra em que tropeçam 98 de cada 100 pessoas no mercado de trabalho, simplesmente porque nunca definem o caminho que pretendem seguir.

Não ter um objetivo é não ter uma direção, é não ter uma orientação, é não ter um propósito. É como chegar numa cidade sem ter um mapa, sem ter um endereço ou um GPS com a localização do lugar aonde precisa ir.

Imagine você chegando em uma grande cidade, São Paulo por exemplo, e a tua única orientação é que você deve ir em uma casa com um portão vermelho um coqueiro na frente e que fica numa esquina.

Sua chance de encontrá-la é muito pequena. Talvez você passe tua vida inteira e muitas gerações futuras jamais vão encontrar esta casa. No entanto se você tiver um GPS, um mapa ou um endereço, orientando as direções, para que lado seguir, qual a rota e onde esta o ponto de chegada, então você encontrará esta casa facilmente. Ter um objetivo então, é como ter um GPS que te levará aonde você quer chegar.

Então se você deseja chegar a algum lugar siga os seguintes passos:

 1º) defina o que você quer e aonde quer chegar?

2º) defina o quanto está disposto pagar por isso?
3º) pague o preço


Para ilustrar estes passos, vamos imaginar o seguinte exemplo: Você quer emagrecer. A primeira coisa que você precisa ter claro é: Quantos quilos você quer emagrecer? Em quanto tempo você quer emagrecer? A segunda questão é o momento do planejamento: Você está disposto a parar de comer carboidratos? Está disposto a parar de comer o churrasquinho do final de semana? Está disposto a abandonar o hábito da cervejinha? Está disposto a acordar mais cedo para correr 5km antes de ir trabalhar ao menos 3 vezes na semana? Está disposto a acordar mais cedo 2 vezes por semana para fazer um pilates? E o terceiro ponto é: Faça sistematicamente o planejado, suporte a dor das corridas, vença a vontade de dormir um pouco mais, mude seu hábito alimentar. Faça, faça, faça...

Porque é neste último passo que a grande maioria das pessoas falham. Como diz o ditado: todos querem ir para o céu, mas ninguém quer morrer por causa disso. É a lei da compensação, é necessário pagar o preço. Porque o sucesso de uma trajetória começa em saber antes mesmo de começar uma caminhada, para que direção nós seguiremos.

Faça o seguinte exercício. Imagine que você encontrou uma varinha mágica e que está varinha mágica é tão poderosa que pode mudar e fazer qualquer coisa que você queira em sua vida, sem outras limitações.

Imagine você fizesse uma viagem ao futuro. Daqui a 5 anos no futuro, e lá neste futuro você pudesse encontrar você e pudesse alterar qualquer coisa em você. O que você gostaria de mudar? Qual corpo você gostaria de ter? Onde você estaria trabalhando? Quem são as pessoas que estariam vivendo com você? Onde você passaria as tuas férias? Qual seria sua profissão? Quanto seria seu salário? Quantas pessoas teriam em sua equipe?

Agora volte aos dias atuais e compare o que você é hoje com aquele que você alterou no futuro. O que você precisa fazer hoje para conseguir alcançar aquele que você criou?

Reflita:

  • Você está no controle do seu futuro?
  • Qual o próximo treinamento que você irá participar?
  • Você tem planos junto com sua família?
  • Qual é a tua próxima viagem?
  • Você tem claro os teus projetos para os próximos 2 a 5 anos?
  • Como será tua carreira profissional daqui a 10 anos
  • Como você se sente quando pensa nos seus próximos 20 anos?

Aristóteles dizia que a felicidade só é alcançada quando estamos avançando passo a passo em direção aquilo que idealizamos para nós mesmos.

Afinal que sentido tem correr se estivermos correndo para a direção errada.

ExibirMinimizar
aci institute 15 anos compartilhando conhecimento