“Teoria da empáfia”

Quantas vezes nós deparamos com aqueles funcionários arrogantes no trabalho...???? Não é difícil encontrar esse tipo nas empresas, atualmente tem sido muito comuns. São pessoas altivas que acreditam ser nobres, magnânimas; presunçosos de forma tal que qualquer assunto afeta a sua vaidade, insolentes, tornam-se agressivos e grosseiros, possuem uma visão de si mesmos muito elevada, elevada ao ponto de ser exagerada o que os torna orgulhosos em demasia, esse orgulho vão os torna possuidores de uma proteção contra todas as pessoas. Esse tipo consegue alcançar níveis imensuráveis de inimizades. Podemos comprovar! Ninguém gosta de conversar com um SABE TUDO, ninguém gosta de estar com um Zé Ninguém que acredita, em sua vã filosofia, que é capaz de resolver todos os problemas sozinho e que é o único possuidor de resoluções inteligentes... Esse tipo causa muito mal dentro da organização, é como um vírus daqueles que ainda não descobriram o antídoto, um cara desses pode arruinar anos de trabalho com uma simples risada, com um simples comentário. Imaginem um vírus em seu computador, um belo dia você recebe um e-mail e o abre...pronto!...seu computador foi infectado...em alguns casos você pode perder todos seus documentos, suas idéias, seu trabalho de alguns anos, etc. Com esse exemplo, façamos uma analogia ao ambiente de trabalho...... Temos uma equipe composta por profissionais diferentes em TODOS os aspectos, formação, religião, sexo, experiências, objetivos, etc, isso porque a diversidade é que faz o bom trabalho, pessoas diferentes resolvem problemas de maneiras diferentes e conseqüentemente a junção dessas diferenças faz com que os problemas e as atividades sejam resolvidas e realizadas em uma perfeita harmonia, é um pouco contraditório mas é assim que funciona o mundo dos negócios. Contudo, esse tipo a que nos referimos no texto, acredita ser possuidor de todas as características necessárias para o desempenho da função...dele e dos demais... Imaginem...o que seria do mundo se não fosse ele....???!!!!Imaginem...se não existisse ele como seriam desempenhadas as funções da sua empresa??? Bendito seja ....!!!! Exatamente assim pensa o nosso rei da humildade....O denomino rei porque sua postura é de poder absoluto, peça principal, como em um jogo de xadrez. Estar sempre certo é seu lema, mas será que estar sempre certo é certo?? Pessoas são suscetíveis a erros, pelo simples fato de serem humanos...e esse tipo...ou ele é uma aberração advinda de experiências confidenciais que lhe faculta uma sabedoria superior que o isenta de qualquer erro ou falha.....ou ele também comete erros, mas é exatamente através desta postura arrogante que encobre suas falhas e tenta se manter no topo do iceberg ou sentado no trono. E manter-se nessa posição, seja sentado no trono ou no topo do iceberg é bom, para ele, pois não há necessidade de misturar-se com outras pessoas, porque na verdade o que existe intrínseco, porém escondido, é uma grande insegurança, tão grande que não permite o tipo se deixar transpor...Ouvir outras pessoas significa assinar sua própria ignorância...aceitar deixar o outro fazer significa atestar sua própria burrice...dessa forma torna-se mais fácil manter-se no posicionamento altivo, demonstrando ser o que não se é, criticando pessoas, impondo pensamentos, deixando para trás experiências de outras pessoas. Impondo o que ele acredita. Isso eu chamo da teoria da empáfia, você domina as pessoas utilizando um posicionamento arrogante e presunçoso e acaba atestando, de forma sutil, a sua própria incapacidade de fazer as coisas, com isso você angariou um ambiente hostil, onde demais os funcionários deixaram de participar, ajudar, colaborar, deixaram por conta daquele que, afinal, sabe como fazer... Pense se sua empresa não trabalha atualmente com a teoria da empáfia...pense se não existem dentre os seus funcionários tipos como esses...pense na motivação dos demais funcionários...Você já mediu o rendimento de sua equipe com a atuação do tipo..?? Motivação é algo intrínseco ao ser humano, diretamente relacionado a objetivos pessoais, experiências de vida, porém, ao deparar com um funcionário fiel a teoria da empáfia, muitos dos seus colaboradores podem desistir de você por falta de motivação, e não estou falando que sua empresa deve obrigatoriamente motivar seus funcionários, mas que não deve desmotivá-los, isso ela não deve. Abraços, Ingrid Pfützenreuter Castanho
ExibirMinimizar
CEO Outllok, A era da liderança resiliente. Confira os Resultados.