Superação: quando você é o diferencial em vendas

Diferencial de profissional é aquele brilho que emana quando ele se aproxima. “Brilho nos olhos e faca nos dentes”

Sexta feira, 16 horas! Que tal um happy hour? Nada mal. Afinal, você trabalhou tanto, correu, viajou, atendeu clientes “chatos”, teve que se estressar, está cansado, merece afinal. Pois é, isso é o que estamos vendo por ai! Inúmeros vendedores que resumem suas jornadas por acreditar que sua missão está cumprida. É claro, todo trabalho feito, merece, e é necessário uma pausa, o problema é quando esta pausa é uma desculpa para falta de ânimo, dedicação e comprometimento do vendedor para com seus clientes e sua marca.

Em alguns casos as desculpas começam no horário, depois é a chuva: “hoje o dia está chuvoso, ninguém vai me atender”, outros por conta do calor: “Nossa! Hoje o dia está muito quente, as pessoas desanimam quando está este calor todo!”. Afinal passam a vida e o tempo todo dando desculpas, privando-se das oportunidades que aparecem constantemente.

Em uma de minhas viagens encontrei um senhor. Seu nome: Teodoro, segundo ele “viajante”, atua na área de cosméticos e tive a oportunidade de conhecê-lo num sábado pela manhã, mais precisamente às 7:00 (am?!) Sua energia e vitalidade eram contagiantes. Disse que havia chegado no hotel por volta das 22:00 horas que havia ficado até à 1:00 da madrugada enviando seus pedidos. E que tinha marcado com um cliente para sábado pela manhã e às 8:00 deveria estar lá. Fantástico, pensei, que atitude. Que profissional diferenciado. Depois ao retornar para hotel tive o privilégio de encontra-lo novamente, era 7:00 (pm?!), e ele estava pronto para visitar outro cliente, com a maleta e um sorriso de orelha a orelha preparado para o atendimento. Dormi pensando neste vendedor, sua determinação e engajamento. Para minha surpresa, no dia seguinte lá estava ele, 7:15 tomando seu café e com sua maleta de trabalho ao lado, pronta para mais um atendimento. Não resisti e disse: “mas seu Teodoro, é Domingo de manhã”, e com um largo sorriso recebi a resposta que me encantou: “eu sei, mas meus clientes precisam de mim, e não tenho tempo a perder”. Repetirei: “não ter tempo a perder”, só não revelei um detalhe, nosso personagem tem 78 anos.

Fiquei deslumbrado com esta experiência e me faz dividir isso com todos os que amam vender, e amar vender não é apenas gostar dos resultados que vender proporciona, comissões e realizações. É lidar com pessoas, desvendar problemas, criar soluções lógicas e econômicas.

Porém seguindo a linha inicial, vemos que isso não ocorre com frequência. Vendedores arrumam as mais diversas desculpas para seus pífios resultados. O Mercado, a crise, os clientes. Seu comportamento, suas atitudes raramente são mencionados.

Em momentos de incertezas econômicas as pessoas farão a diferença. O que se pode esperar de um profissional queixoso que diminue suas visitas, porque é dezembro, porque chove, porque é sexta, porque é ... bla, bla, bla. Quando percebemos que as vendas diminuíram é hora de rever estratégias e achar alternativas para ocupar seu tempo, seja prospectando, seja planejando, fazendo pós venda, pesquisa de satisfação, seja botando em dia os e-mails de retorno, qualquer coisa, mas aproveite o horário nobre.

Horário nobre é das 8:00 às 18:00 horas, lembrando que isso é o mínimo que se espera do profissional, lembrando que a diferença entre o resultado extraordinário e um resultado ordinário é um pequeno extra, plus, um algo à mais, encantamento, e muitas vezes podemos cobrar um pouco mais por isso.

Ouvimos as lamentações de executivos de venda que sua equipe está reclamando dos gastos, mas ao analisar a situação mais de perde, esta equipe tem vendedores lavando o corro na segunda feira pela manhã.

Diferencial de profissional é aquele brilho que emana quando ele se aproxima. “Brilho nos olhos e faca nos dentes”. É uma alternativa para os problemas, um gesto de carinho na tristeza, uma soluções para um problema que ainda não havia sido diagnosticado. É um parceiro que está pronto para lhe auxiliar, e quando não pode, sabe de alguém que possa.

Ser diferenciado é justamente estar em evidência no meio dos demais. Enquanto todos se queixam, este encontra soluções e sabe que deve permanecer com boa atitude para influenciar os outros. Ser diferenciado é aproveitar o tempo. Ser diferenciado é acordar todo dia com a esperança do novo é encantar-se da vida, dos clientes, fazendo de cada dificuldade, uma oportunidade para crescimento.

Carpem die, aproveite seu dia com intensidade dedicando-se aos seus clientes, seja visto como solução, seja referência no que faz e seus esforços de venda serão mais agradáveis e seus dias mais prósperos.

ExibirMinimizar
aci institute 15 anos compartilhando conhecimento