Sua empresa sofre com conflitos internos?

Conflitos entre pessoas é um problema mundial. Como fazer para evitá-los ou solucioná-los?

Conflito entre pessoas, acredito, é o problema que toma maior tempo dos gestores atualmente. E infelizmente é, na maioria das vezes, um tempo perdido. Tempo este que o gestor poderia estar pensando em novas estratégias para que a empresa permaneça competitiva.

Li no portal da HSM Manegement, o que George Kohlrieser, escreveu :

“Os conflitos são o sangue das organizações bem-sucedidas. As brigas, os desentendimentos e os pontos de vista diversos sobre estratégia e implementação criam energia e oportunidade de mudanças, estimulam a criatividade e ajudam na formação de equipes mais bem alinhadas”

Conflitos de opiniões, com o objetivo de atender às necessidades da empresa são extremamente saudáveis. Não gosto de pessoas que somente acatam as ideias de seus superiores, principalmente quando o fazem pensando no fracasso. Se alguém da equipe visualiza um possível fracasso é importante questionar, mostrar seu pensamento e contribuir para que a equipe possa atingir seus objetivos.

Porém também existe o conflito gerado pela vaidade, opiniões pessoais, ciúmes. Nas últimas semanas tenho intermediado estes conflitos nas empresas , onde realizo consultoria de RH. Decidi fazer algumas pesquisas e encontrei alguns dados:

Pesquisa feita pela 999Oxford Psychology Press, em que foram consultados cerca de 5 mil profissionais em nove países (Inglaterra, Bélgica, Brasil, Dinamarca, França, Alemanha, Irlanda, Holanda e Estados Unidos), os profissionais brasileiros gastam 91,2 horas por ano (11 dias) na solução de conflitos, que podem ser qualquer desacordo no ambiente profissional, com efeitos perturbadores no fluxo de trabalho. O tempo gasto pelas empresas nacionais na resolução de atritos entre seus empregados é inferior apenas ao das companhias alemãs e irlandesas, ambas com perdas de 158,4 horas anuais, e das companhias norte-americanas, com 134,4 horas perdidas por ano. De acordo com o estudo, 85% dos funcionários precisam lidar com conflitos em algum grau, sendo que 29% o fazem com frequência. No território brasileiro, como indica a análise, a principal causa de desentendimentos é o estresse, apontado por 43% dos profissionais. O choque de valores vem em segundo lugar, com 24%. Mundialmente, quase metade dos participantes (49%) vê as diferenças de personalidades e a luta de egos como os maiores geradores de conflitos, seguidos pelo estresse (34%) e a pressão por conta da alta carga de trabalho (33%).

Vejam que 49% dos participantes, vê as diferenças de personalidades e a luta de egos como os maiores geradores de conflito. E isto é extremamente desgastante para a empresa e para as pessoas.

E como resolver esta situação? Como evitar a luta de egos? Bem, não é fácil, porém também não é impossível.

Vou listar alguns pontos, que se pensados e analisados, podem eliminar grande parte destes conflitos.

1. Deixe de achar que a “sua verdade é a verdade”, esse tipo de pensamento já levou nações à guerra e também a grupos mais fortes acreditarem que a solução estava no extermínio dos mais fracos;

3. Se ouviu dizer que alguém falou algo, que o envolva, procure saber se isto é verdade da própria pessoa. Não tire conclusões, não julgue.

2.Se após você analisar os pontos acima e sentir que ainda existe um “sapo entalado na garganta”, o melhor a fazer é partir para a solução. E para esta solução ser saudável para os envolvidos e para a empresa, alguns passos devem ser observados:

1.O objetivo da conversa não é ganhar, impor sua opinião, nem mostrar poder, mas sim chegar a uma solução satisfatória para ambos

2.É extremamente recomendável que haja um intermediador, alguém neutro, para que se evitem agressões físicas

3.Trabalhe o ponto de vista do outro.

Costumo dizer que os integrantes das equipes não precisam se amarem, o relacionamento sendo profissional o bastante para atingir os objetivos impostos pelas empresas já é suficiente.

Pessoas com melhor convivência e bons relacionamentos atingem melhores resultados no decorrer de suas carreiras. Pense nisto antes de iniciar uma briga sem motivos.

ExibirMinimizar
CEO Outllok, A era da liderança resiliente. Confira os Resultados.