Sua empresa prioriza o lucro bom ou o ruim?

Tem como lucro ser ruim? Pois é, tem sim e tudo dependerá dos objetivos de sua empresa em relação à experiência dos seus clientes.

*Por Ana Paula Barreto

Como assim Ana? Tem como lucro ser ruim? Pois é, tem sim.

Tudo dependerá dos objetivos de sua empresa em relação à experiência dos seus clientes.

Uma empresa focada no cliente preza pelo relacionamento, demonstra interesse verdadeiro em entregar uma solução (seja produto ou serviço) que realmente atenda a sua necessidade, cria um laço - não o abandona assim que ele efetua a compra, pede feedback e procura, com isso, melhorar a sua oferta. Uma empresa focada no lucro bom, favorece a experiência do cliente e garante a manutenção do consumo ao longo do tempo, transformando o cliente em "cliente leal".

A lealdade garante uma futura recompra, aumenta a chance de aquisição de produtos adicionais, fortalece a chance da recomendação da marca, e minimiza o custo para a empresa, já que manter uma cliente é mais barato que conquistar um novo.

Agora, quando uma empresa busca ganhar apenas dinheiro e prioriza o resultado no curto prazo, normalmente tem um comportamento que não é sustentável para as relações com os clientes. Este tipo de empresa prioriza o lucro ruim pois não leva em consideração a experiência do cliente, suas expectativas, não está preocupada em avaliar o impacto de cada ponto de contato com a empresa, ou seja, a jornada do cliente não é importante.

E agora, me diga. A sua empresa vem priorizando o lucro bom ou ruim?

*Ana Paula Barreto é idealizadora do projeto Relações que Encantam

e-mail: relacoesqueencantam@gmail.com

Comentários

Participe da comunidade, deixe seu comentário:

Deixe sua opinião!  Clique aqui e faça seu login.
    Ana Barreto

    Ana Barreto

    *Ana Paula Barreto é idealizadora do projeto Relações que Encantam. Cursando MBA em Gestão Estratégica e Econômica de Negócios pela FGV, é especialista em Comunicação com o Mercado, pela ESPM e graduada em Publicidade e Propaganda, pela Universidade São Judas Tadeu. Atua desde 2010 em uma multinacional no ramo da construção civil, sendo 4 anos dedicados à área de Relacionamento com o Cliente e os últimos 2 na área de Inteligência de Mercado.
    café com admMinimizar