Slack está levantando + de USD 400M em novos investimentos

A nova rodada levará a empresa para uma avaliação de mercado de USD 7 BILHÕES

O aplicativo que permite que colegas de trabalho e outros em círculos profissionais conversem uns com os outros e troquem dados de centenas de aplicativos integrados - tem crescido nos últimos anos, e recentemente passando dos 8 milhões de usuários ativos diários, 3 milhões deles pagos. Agora, a empresa planeja capitalizar isso com mais recursos.

"O TechCrunch soube que o Slack está levantando outra rodada, desta vez em torno de US $ 400 milhões ou mais, com uma avaliação pós-investimento de pelo menos US $ 7 bilhões - adicionando US $ 2 bilhões ao topo da última avaliação da empresa em setembro de 2017 quando o SoftBank liderou uma rodada de US $ 250 milhões em uma avaliação de US $ 5,1 bilhões." - TechCrunch

Os autores originais do artigo no site da TechCrunch "ouviram de várias fontes que um novo investidor, a General Atlantic, está liderando esta rodada, possivelmente com outro novo patrocinador, o Dragoneer. Não está claro quais outros investidores podem estar envolvidos; a empresa conta com pelo menos 41 outros apoiadores na mesa segundo a PitchBook." - TechCrunch

Com os $ 400 milhões, isso tornaria a maior rodada de captação do Slack até o momento. E este tamanho ressalta algumas coisas importantes.

Primeiro, aponta para a oportunidade existente em mensagens corporativas. A consumerização se consolidou e os aplicativos que permitem que os usuários iniciem e realizem facilmente conversas sérias e divertidas, infundidos com GIFs ou quaisquer dados que possam precisar de outros aplicativos, estão tentando substituir outras formas de comunicação entre pessoas no local de trabalho, como o e-mail, conferências telefônicas e conversas pessoais, mesmo quando as pessoas estão nas mesmas baias umas das outras.

Com os aplicativos de mensagens pessoais, como o WhatsApp, que ultrapassam 1,5 bilhão de usuários, há muito espaço para o crescimento de mensagens corporativas.

Em segundo lugar, a rodada e a avaliação enfatizam a posição da Slack como líder nessa área. Embora existissem outros aplicativos de redes sociais corporativas antes do lançamento do Slack em 2013 - entre eles o Yammer, o Hipchat e o Socialcast - nada havia dado tão certo quanto Slack. “As coisas estão enlouquecendo”, foi como o co-fundador e CEO Stewart Butterfield descreveu quando o Slack saiu da versão beta: as equipes que testavam estavam vendo o uso de “cada membro da equipe, todos os dias”.

Esse ritmo de crescimento continuou. Hoje, a empresa conta com mais de 70.000 equipes que pagam para utilizar o software, incluindo as gigantes e mais de 60% das empresas da Fortune 100 entre seus usuários. A empresa com clientes em 100 países, e metade de seus DAUs fora dos Estados Unidos.

Mas em terceiro lugar - e isso pode ser fundamental quando se considera como esse financiamento será usado - o Slack não é o único jogador na cidade.

A Microsoft lançou o Teams, e o Facebook tem o Workplace. Usando seu respectivo domínio no software corporativo e na mecânica social, esses dois têm roubado algumas vitórias importantes de clientes entre empresas que optaram por produtos que são mais naturais com o que seus funcionários já estavam usando.

A Microsoft informou 200.000 organizações pagantes no início deste ano, e o Facebook conseguiu alguns clientes muito grandes como o Walmart.

A estratégia de distribuição bottom-up da Slack poderia dar uma vantagem contra essas empresas maiores e seus produtos mais amplos, porém mais complexos. A natureza leve da abordagem de mensagens instantâneas do Slack permite que seja mais facilmente inserida no dia a dia do escritório de uma empresa.

Quase todo tipo de funcionário precisa trocar mensagens no escritório, criando o potencial perfeito para o Slack cair como luva. O próprio Slack Fund investe em empresas de integrações, pois o fundo e a empresa esperam construir um ecossistema de parceiros que possam preencher as funcionalidades que faltam no seu principal produto.

Ao lado de dezenas de rivais menores oferecendo mixagens comparativas de ferramentas, não é surpresa que no mês passado Slack reforçou seus bootlaces para assumir o papel de consolidador, abocanhando IP e desligando Hipchat e Stride da Atlassian, com o último assumindo uma posição no Slack como parte do acordo.

A Slack, que tem um número relativamente modesto de mais de 1.000 funcionários, já descartou uma oferta pública inicial de ações neste ano publicamente, E essa nova rodada poderia ajudar a manter as contas no prazo para continuar crescendo e competindo.

"Contatado pela equipe de jornalismo para a história, a Slack disse que não comenta rumores ou especulações. " - TechCrunch

ExibirMinimizar
CEO Outllok, A era da liderança resiliente. Confira os Resultados.