Ser jovem é sonhar!

O Coordenador Regional da Unesco em Pernambuco - Sr. Julio Jacobo Waiselfisz - é enfático: não há um único tipo de jovem. A juventude é marcada pela diversidade. Seja no aspecto social, econômico ou cultural. Não importando os aspectos que marcam esta diversidade há, no entanto, um fator relevante em quase todos os estudos que tivemos acesso: a juventude é caracterizada pelo seu enfoque problemático, marcado por atitudes desviantes manifestadas, em geral, por rebeldias, revoltas e delinqüências. O termo juventude é abrangente e nos remete ao conceito de coletividade e dinamismo inerente a um segmento populacional marcado pelos diversos fatores que influem na expressão dos valores. O jovem será problema ou solução de acordo com a forma que seus valores são expressos. Entender cada tribo ou grupo de jovem e a maneira como eles se envolvem em tão diversos processos sociais é tarefa que depende, basicamente, da análise de como estes jovens expressam seus comportamentos. Assim, a história, a tradição e a cultura fatores que contribuem para a expressão dos valores que constroem a personalidade de cada jovem. É comum atribuir ao jovem o título de sonhador. E por vezes, ser sonhador faz com que ele se sinta deslocado do contexto social. Isso por que sonho é algo individual que pode ter duas conotações. A primeira, fantasiosa e ilusória, fruto da falta de orientação e apoio que faz do jovem mais um instrumento de manobra de grupos que se aproveitam da garra, energia e ousadia juvenil para alcançar benefícios pessoais. A segunda, movida pelo desejo e aspiração, que é fruto da vocação existente em cada jovem que precisa ser direcionada para provocar profundas transformações sociais. Frustração ou realização pessoal são resultados diretamente relacionados ao sonho. Entre um e outro o que faz a diferença é a forma com que o sonho é canalizado e alinhado com a verdadeira vocação do jovem, que será problema ou não mediantes à forma com que os valores que pautarão sua vida serão construídos. Assim não devemos excluir os jovens de classes mais populares de uma profunda integração social ou os jovens de classe média devem se encontrar, a fim de não sofrerem um desgastante processo de exclusão existencial. E, não importando o subgrupo que este jovem encontre acolhimento, a capacidade de sonhar será sempre um combustível que impulsiona ou um peso que trava o desenvolvimento, cabendo aos agentes sociais, apenas a tarefa de delimitar os espaços de atuação, traçando caminhos mais compatíveis com os desejos e aspirações juvenis, evitando que se tornem fantasias e ilusões porque... ... Ser jovem é sonhar, sempre! . . . SEU COMENTÁRIO É MUITO IMPORTANTE. SE VOCÊ TEM ORKUT, CLIQUE NO LINK ABAIXO E COMENTE: http://www.orkut.com/Community.aspx?cmm=3107207 Se você não tem orkut, envie um email para giovanimiguez@yahoo.com.br solicitando um convite! .
ExibirMinimizar
CEO Outllok, A era da liderança resiliente. Confira os Resultados.