Ser inteligente ou ter atitude?

Percebo hoje no mercado vários recém-graduados e/ou pós-graduados com muita inteligência técnica, contudo, carentes de inteligência comportamental

Para a pergunta que encabeça o título deste artigo, a resposta seria: os dois. Todavia, devo ressaltar que a atitude tem o seu valor e em alguns momentos é muito mais apreciado do que a inteligência técnica.

Nitidamente, as escolas de negócios e instituições de ensino superior nos enchem de teorias e técnicas voltadas para o mercado, porém a grande questão não está em apenas conhecer teoria X ou técnica Y, mas em, sobretudo, termos a disponibilidade, criatividade e pro-atividade em aplicar tudo aquilo que aprendemos em nosso dia a dia. Indo mais adiante, inclusive, em compartilhar aquilo que conhecemos.

Percebo hoje no mercado vários recém-graduados e/ou pós-graduados com muita inteligência técnica, contudo, carentes de inteligência comportamental. O mercado hoje exige profissionais diferenciados. Opa! Mas, se todo mundo for diferenciado? Isso será ótimo! Teremos equipes de alta performance e organizações realizando excelentes entregas aos seus clientes.

Nós conseguimos acumular conhecimento e habilidade, mas, atitude e entrega dependem da disposição para executar determinada tarefa. E quais são as atitudes que o mercado espera?

Disponibilidade para aprender: com a velocidade da informação, as teorias e técnicas ficam defasadas muito mais rápidas, portanto, é preciso disponibilidade para aprender sempre. Há um imperativo por aprendizagem contínua, e precisamos seguir essa dinâmica.

Dinamismo: o mercado é cheio de intempéries, saber se adaptar é condição sine qua non. Como diz a máxima popular, o que faz um bom marinheiro são as águas agitadas. Precisamos nos moldar a diferentes cenários e inovar diante das diferentes realidades.

Humildade: independente da sua posição, coloque-se sempre disposto a compartilhar aquilo que sabe e aprender com quem possui mais expertise do que você. Uma característica do profissional contemporâneo é a liderança compartilhada. Todos são lideres e liderados ao mesmo tempo. Uma hora você conduz e em outra você é orientado. Nessa dinâmica, todos crescem e desenvolvem-se.

Persistência: uma certeza que temos na vida é que nem tudo é fácil, mas tudo é possível. Com paciência, planejamento e foco, é possível alcançar os resultados esperados. Vejo muito profissionais que dizem muito “mas” e poucos “e se”. Precisamos aprender a encontrar novas possibilidades sempre.

Pense nisso! Atitude hoje é uma moeda de ouro. Numa sociedade com excesso de profissionais similares, aquele que possui uma atitude diferenciada, inegavelmente se destacará no mercado.

ExibirMinimizar
aci baixe o app