Eu estava próximo de terminar o curso de Administração, tentei várias colocações no mercado de Fortaleza durante 1 ano e as respostas das entrevistas (quando estas vinham) eram que "eu não estava no perfil" ou que "o emprego exigia um perfil menos elaborado". Emprego sempre foi difícil, porém, sempre se encontra um. Pare de reclamar! Eu era concursado e lotado desde os 17 anos num setor numa cidade do interior, mas o emprego não era o que me satisfazia.

Eu resolvi mudar minha história e abandonar a vida que não me fazia feliz. Isso éser ousado. Se há algo que lhe fere, identifique-o e sane o problema. Não é fácil, "as coisas não caem do céu" e "milagres nem sempre acontecem". Mas você precisa enxergar o que não anda dando certo.

Durante a faculdade percebi que minha rotina seria na área de Marketing - Comercial ou atendimento - ou Gestão de Pessoas, com treinamentos e orientações. Conheci várias ferramentas "caras" e desejei muito ter acesso a elas. Entre as quais o Coaching, onde o curso de formação era na casa de 10, 12 mil reais. Pelo preço, não pude fazer naquele momento. Anos se passam e lá estou eu procurando emprego para tentar dar um novo rumo na carreira. Afinal, a crise que se fala hoje já apareceu na minha vida em 2012, onde arrasou vários planos. Vou resumir porque sei que você tem muito a fazer.

Numa das procuras de emprego uma empresa da cidade estava precisando de pessoas para "vender a formação em coaching" e eu consegui vender o curso e ainda fazer a mesma. Aqui começou o despertar. Os desejos que "nascem do nada" e são muito fortes sempre têm algo a nos dizer. Veja a oportunidade. Escute-se!

Após a formação resolvi ficar apenas ministrando aula (o que me dava muito trabalho, mas era mais prazeroso do que ficar em uma rotina burocrática. Trabalhei com Educação A Distância de uma grande Universidade do País e meu networking se fortaleceu. Percebi que não nasci para ser funcionário e cada vez mais o cenário me apontava o que já sabia. Pessoas que contestam sempre incomodam. Primeiro a si e depois aos do redor. Depois de alguns cursos e do despertar do Coaching, eu pude perceber que limites são criados e destruídos.

Então o "menino de 21 anos" triste porque não achava emprego, não achava porque emprego não era a minha missão. Eu me percebi empreendedor. Essa palavra hoje soa comum, mas ela custa finais de semana, pouco dinheiro no mês em muitas vezes e falta de apoio de sua família. Hoje presto consultoria vinculado a um escritório e faço parte de uma pequena rede de ensino. Sabe aquele oportunidade de emprego do passado? Resolvi fazer uma oportunidade de negócio também para mim.

Nesse relato simples quero te alimentar de esperança. Se você está desesperado (a) atrás de emprego ou se seu negócio anda mal, pare. Analise o que ocorre e perceba-se. Saia da sua rotina. Analise mesmo! Guarde suas informações e monte uma resposta do porquê você está assim. O que sua vida tem a lhe dizer?
O desemprego, a "pindaíba", a "liseira" podem na verdade ter chegado para você se reinventar. Acorde! Você é o que é e está ou escolheu estar.

Se quiser falar respeito, envie um email. Terei muito prazer em lhe ser útil.

jig.albuquerque@gmail.com