Robôs no mundo jurídico mudam paradigma da advocacia

Tecnologia de automação com robôs de software na operação jurídica substituem humanos em tarefas predominantemente manuais, conferindo mais agilidade e qualidade na prestação de serviço

Cada vez mais a tecnologia se faz presente e tem um papel fundamental no meio jurídico, tornando as operações mais eficientes e promovendo o aumento das receitas. Empresas especializadas oferecem variadas soluções e serviços que auxiliam os advogados na gestão do escritório, como exemplo, software para gestão de processos jurídicos e solução para armazenamento de documentos eletrônicos (GED).

Infelizmente ainda há certa relutância por parte dos profissionais desta área no tocante a adoção de novos conceitos e tecnologias, contudo, é inevitável buscar por inovação nessa crescente digitalização da sociedade. Com a globalização e aumento da competitividade, estar em igualdade de condições tecnológicas é o mínimo que deve ser feito para sustentabilidade do negócio.

A necessidade do emprego dessas soluções decorre do aumento substancial da quantidade de processos tutelados pelos escritórios, em especial àqueles especializados em contencioso de massa. Soma-se a isso o advento do processo judicial eletrônico. Neste caso, a TI tem uma atuação estratégica, estando alinhada aos interesses do negócio, na medida em que identifica oportunidades que podem melhorar os processos de negócio do escritório.

A tecnologia no ambiente jurídico tem como objetivo principal viabilizar o negócio para possibilitar que advogados, sócios e demais colaboradores tenham mais disponibilidade de tempo e recurso para se dedicarem à parte nobre e estratégica do negócio.

Não se pode falar em tecnologia sem mencionar automação, uma vez que é a automação de processos manuais e repetitivos que permite aos profissionais dedicarem seu tempo em atividades estratégicas em vez de ficarem alocados em atividades mecanicistas e rotineiras que consomem muito tempo e pessoas para execução.

Deve ser o foco da gestão estratégica do escritório identificar e automatizar atividades repetitivas, preferencialmente por meio do mapeamento de processos, reduzindo de forma significativa os custos operacionais, ao mesmo tempo que aumenta a qualidade, competitividade, produtividade e lucro. Atividades repetitivas como atualização de software jurídico com andamentos e informações processuais provenientes dos portais dos tribunais podem ser perfeitamente automatizadas, bem como o cadastramento e atualização de ações nos sistemas dos clientes. O subproduto disso é ter um sistema com informações consistentes com os dados disponibilizados pelos tribunais em seus sistemas.

Ademais, é importante observar que a automação não deve ficar circunscrita às atividades jurídicas, mas sim estendida para atividades administrativas de outros departamentos como RH, Financeiro e Contabilidade.

Os benefícios imediatos da automação de tarefas são:

i. Aumento geral de produtividade e qualidade, traduzindo-se em lucratividade;

ii. Redução nos custos dos procedimentos manuais;

iii. Diminuição de falhas e atrasos; e

iv. Agressivo retorno do investimento após implementação da solução.

Existem diversas soluções no mercado que possibilitam a automação de tarefas, mas cabe um destaque para a ferramenta Automate, comercializada pela empresa Automate Brasil sediada em São Paulo, que é capaz de construir robôs que reproduzem qualquer atividade humana repetitiva no computador. Em suma: é uma ferramenta que se diferencia das opções disponíveis no mercado, visto que possui uma tecnologia capaz de "escravizar" um computador e utilizar todos os recursos (teclado e mouse por exemplo) e ler os objetos na tela simulando a atuação de um ser humano, sendo as tarefas repetitivas automatizadas até o ponto de não haver intervenção manual.

O segredo para obtenção de resultados com o projeto é fazer excelentes diagnósticos, identificando atividades passíveis de implementação da automação, bem como estimar o retorno desse investimento.

ExibirMinimizar
Digital