Rivalidade no trabalho

Você já se imaginou tendo que trabalhar com uma pessoa que, de uma hora para a outra, começa a te tratar com ignorância e não poupa tempo para te prejudicar, pessoal ou profissionalmente? Infelizmente, essa é uma realidade que vem se tornando cada vez mais comum. Devido em grande parte à competividade do mercado de trabalho, passamos por um momento em que muitos funcionários sentem como se tivessem que competir um com o outro em busca de destaque profissional.

Acredito que o clima organizacional da empresa pode proporcionar situações de sabotagem entre colegas de trabalho. Uma organização deve ter atenção com a competitividade no ambiente de trabalho. Cabe ao líder estimular a produtividade, sem fomentar a competição entre as pessoas. Mas infelizmente, há casos em que o indivíduo é mais competitivo por natureza. E a depender de como isso é tratado, pode, sim, virar um grande problema dentro da organização

Mas como devemos agir quando nos sentimos sabotados por um colega de trabalho? A primeira coisa a fazer é ter consciência de que ser sabotado é um juízo. Ou seja, é uma percepção particular de algo que acontece conosco. Outra pessoa pode olhar o mesmo fato e avaliar diferente. Por isso, toda cautela é bem-vinda. Mas considero que ser assertivo, seguro e preciso são bons caminhos a serem seguidos.

Outra opção para tratar do assunto seria procurar o trabalho de um coach. Dentro do Coaching é possível atuar tanto na perspectiva de quem sofre o assédio quanto de quem assedia. Levamos o coachee (cliente) a refletir e escolher novas formas de atuação que minimizem a possibilidade deste problema acontecer. Mas antes de qualquer coisa, é necessário ter a mente aberta, o coração aberto e a vontade aberta, como sugere Otto Scharmer, em sua Teoria U.

ExibirMinimizar
aci institute 15 anos compartilhando conhecimento