Responsabilidade Social das empresas

Toda empresa é uma comunidade de pessoas voltadas à produção, administração e/ou serviços. Nenhuma delas é uma ilha. Para funcionar bem dependem de uma teia de relações com outras empresas, bancos, setores do poder público e a mídia. Entretanto, para muitos empresários, a sua empresa pode ser capaz de realizar o milagre da multiplicação, destinada a multiplicar o patrimônio de sua família. Esse olhar egocêntrico sobre a própria empresa, pode induzir o empresário ou grupo empresarial a perder de vista o contexto em que se situa o empreendimento. Essa cegueira de quem depende das relações múltiplas, mas não percebe a teia em que se encontra inserido, coloca a empresa numa situação de risco. A teia de relações tem seu ápice no contato com o público. Em outras palavras, no mercado. O público quando vai comprar um carro, um refrigerante ou outro produto, ele busca qualidade que favoreça a sua auto-estima. Adquirir um produto é uma necessidade, ainda que supérflua, e melhor ainda é quando o público mantem-se fiel á marca, sinal de confiança na empresa. Uma empresa é o seu produto somado à sua imagem junto ao consumidor. Essa imagem é tanto mais confiável e mais respaldada quando há transparência na qualidade do produto. Por isso uma empresa que sonega informações ao consumidor, não considera suas queixas, não reconhece e nem corrige erros, caminha para a ruína, principalmente nesse momento em que o consumidor passa a ser ativo controlador dos produtos e serviços que utiliza. O consumidor, além de transparência, qualidade nos produtos ou serviços e infomações sobre o que consomem, ele busca empresas que participem de atividades sociais, de atividades comunitárias, ou seja, que sejam socialmente responsáveis. A responsabilidade social de uma empresa consiste na decisão de participar diretamente das ações comunitárias na região em que se está inserida. Consiste em apoiar a comunidade através de financiamento de projetos sociais, política de doações, criar programas de ajuda à comunidade, etc. Com essas práticas a empresa agregará valor a sua marca, despertando a associação positiva por parte dos consumidores entre o seu nome e a ação socialmente responsável. Com tais práticas, ganha a empresa e seus negócios pela representatividade que alcança, ganha os funcionários, que passam a ter um novo sentido de produção e ganha a comunidade ao contar com a resolução de problemas. As empresas precisam assumir este papel e filosofia, pois o mercado exige o seu exercício de cidadania. É necessário passar adiante criando um associativismo. Para tanto é fundamental divulgar essa política socialmente responsável, pois assim estará colaborando para que outras empresas assumam essa idéia como uma cultura de trabalho.
ExibirMinimizar
CEO Outllok, A era da liderança resiliente. Confira os Resultados.