Remuneração estratégica nas empresas de São Bento do Sul

Opção na gestão de pessoas em empresas de São Bento do Sul para maior motivação e produtividade

Recentemente, um dos jornais de São Bento do Sul, publicou reportagem sobre o Programa de Desenvolvimento Industrial Catarinense tratando inclusive da carência de profissionais qualificados, compreendendo os cargos de gestão.

Destaca que mais de 30 por cento dos cursos de graduação e pós-graduação em Santa Catarina estão ligados às atividades do setor de madeiras e móveis, atividades econômicas expressivas na economia local.

Mais adiante indica as indispensáveis ações da área de recursos humanos para solucionar o problema de atração e retenção de bons profissionais.

Uma das alternativas do programa é a instituição de planos de cargos e salários atrativos.

Até em períodos relativamente recentes, diversos métodos e técnicas de administração de cargos e salários poderiam conduzir a um satisfatório resultado.

No momento atual, em São Bento do Sul, o estágio adiantado de desenvolvimento das atividades econômicas, a significativa diversificação das empresas, as relações favoráveis de trabalho e novas demandas da sociedade recomendam a estruturação de eficazes planos de cargos e salários, que contribuam segura e decisivamente com resultados para os objetivos e estratégias das organizações.

Nessa linha, há planos de remuneração que acertadamente estabelecem importância tanto ao conhecimento como a outras variáveis de igual influência para as estratégias de atração e retenção de bons profissionais.

Um plano de cargos e salários que bem atende aos interesses das empresas e sociedade de São Bento do Sul é o de remuneração por competências, compreendendo o conjunto de conhecimentos, habilidades e atitudes correlacionadas e interdependentes. Dessa forma valoriza - se o capital humano ao mesmo tempo em que há maior efetivação das “competências que garantem o sucesso da empresa”

O importante e indispensável conhecimento encontra-se em expressiva quantidade e qualidade em Santa Catarina como já mencionado , havendo planos de cargos e salários conferindo considerável ênfase a esse fator.

Em São Bento do Sul, o panorama socioeconômico de 2014 ao relacionar cursos livres e técnicos, ensino superior e pós-graduação sugere a expressiva atuação de entidades voltadas à difusão de conhecimentos no município.

Com uma oferta de cursos em níveis apropriados e a próxima efetivação de novos centros educacionais e de pesquisas identificados às necessidades do município, parece-me ser um momento propício para o estabelecimento de sistemas de cargos e salários que privilegiem a interação desse conhecimento (saber o quê, saber o porquê) com habilidades (técnica, capacidade - saber como) e atitudes (identidade, determinação - querer fazer).

O sistema de remuneração por competências “estimula a competitividade – de uma forma positiva, esta competição traz para a empresa benefícios, mantendo seus funcionários sempre atualizados, aumentando seu nível de profissionalização”.

Outras diretrizes para a eficácia dos planos de remuneração na atração e retenção de bons profissionais consistem na inclusão da sustentabilidade nas políticas salariais e um direcionamento flexível, estratégico e desenvolvido com forte integração com as áreas das organizações.

ExibirMinimizar
aci institute 15 anos compartilhando conhecimento