Remuneração Competente

Se pesquisarmos o sentido da palavra remuneração no dicionário, iremos encontra-la associada a salário, ordenado, vencimento e outros termos deste tipo. Esse é um restrito conceito, uma visão míope de remuneração, onde para o empregado, ela é vista apenas como um dinheiro esperado naquela mesma data todo mês e para a empresa, não tão esperado assim. É uma abordagem que, em pleno século vinte e um, permanece muito forte nas organizações remuneração como um custo fixo. Porém, o sentido da palavra remuneração dentro das organizações, principalmente aquelas que possuem visão de futuro, está mudando. Pois, os melhores profissionais, pelo menos a maioria, não trabalham só por dinheiro, não trabalham só por que irão receber o seu ordenado no final do mês. Eles trabalham por prazer, ou seja, procuram empresas que ofereçam oportunidades de crescimento pessoal e profissional, que ofereçam um bom ambiente de trabalho, que proporcionem aprendizado, qualidade de vida, entre outros benefícios. Percebe-se com isso a importância que possui o tema remuneração, em sua abordagem mais holística, para organizações que querem crescer. A remuneração tem se solidificado como uma importante ferramenta de desenvolvimento das organizações, qualquer instituição que deseje crescer tem que ter, também, como premissa estratégica uma política de remuneração justa que contemplem fatores de desempenho, média de mercado etc. Para Sandra ONeal (WordatWork, 1998), a gestão de Remuneração total está fundamentada em quatro pilares: Remuneração, Benefícios, Desenvolvimento e Ambiente de Trabalho. O primeiro pilar, a remuneração, se divide em equilíbrio interno, equilíbrio externo, recompensas formais e reconhecimento financeiro (ex.: salário, recompensas etc). O segundo, os benefícios, estão divididos em equilíbrio interno, equilíbrio externo, foco nas necessidades reais e sentimento de segurança e de proteção (ex.: assistência médica e odontológica, seguro de vida etc.). Já o Ambiente de Trabalho, que é o terceiro pilar, está ligado à qualidade das relações entre chefes e subordinados; qualidade das relações entre colegas e pares; informalidade, camaradagem e respeito; transparência na gestão; orgulho do trabalho e da empresa e a comunicação (ex.: liderança, hierarquia, valores, relacionamento etc.). O quarto e último pilar, o Desenvolvimento, se divide em oportunidade de crescer como profissional, oportunidade de ser melhor como pessoa, oportunidade de fazer a diferença e oportunidade de movimentação horizontal e vertical (ex.: ascensão, perspectiva, oportunidade de aprendizado etc.). E na sua empresa, como está baseada a política de remuneração? Nos antigos ou nos novos conceitos? Pense nisso na hora de formular alguma estratégia de remuneração. Vai fazer uma grande diferença.

Comentários

Participe da comunidade, deixe seu comentário:

Deixe sua opinião!  Clique aqui e faça seu login.
    André Carneiro

    André Carneiro

    André Carneiro é Doutorando em Administração de Negócios pela Wisconsin University (USA), pós-graduado em Marketing, com foco na gestão de clientes pela Universidade Gama Filho (UGF, RJ), especialista em Gestão de Recursos Humanos pelo Centro Universitário Volta Redonda (UNIFOA, RJ) e Graduado em Administração Geral, pela Faculdade de Alagoas (FAL). Possui larga experiência organizacional, principalmente na área comercial, tendo ocupado desde cargos operacionais até cargos gerenciais, onde obteve uma boa vivência empresarial, atualmente está como Gerente de Negócios da CASSI/Banco do Brasil, desenvolvendo a coordenação de ações de negociação, acompanhamento e venda de produtos e atendimento a clientes. É também Diretor Estadual de Treinamento e Desenvolvimento da UNIDAS União Nacional das Instituições de Autogestão em Saúde. Professor Universitário, sendo titular das cadeiras de Empreendedorismo e Teoria da Administração, pela Faculdade de Alagoas FAL. Professor Orientador nas áreas de Marketing, Empreendedorismo, Plano de Negócios, Recursos Humanos e Planejamento Estratégico. Coordenador do Curso de Formação em Gestão Empresarial e Diretor de Marketing da CEO Consultoria.
    café com admMinimizar