Relações interpessoais no serviço público

O papel do gestor público no desenvolvimento interpessoal dos seus colaboradores e suas competências para gestão de conflitos, com as especificidades do serviço público em todas suas esferas, vem sendo de forma intrínseca sendo fator preponderante no sucesso de uma organização governamental

As relações interpessoais tornou-se um dos fatores críticos de sucesso em todas as organizações, sendo ela privada ou pública no cenário atual e com esta visão os gestores precisam cada vez mais estarem atentos e especializados na melhoria constante do bom convívio dos colaboradores.

No serviço público temos situações específicas que diferenciam-se do setor privado como a descontinuidade do trabalho devido as trocas de governos, e com isso novos colegas e gestores de diversos níveis, principalmente estratégico e tático, o que envolve a gestão de mudança sem um planejamento prévio em conjunto com o nível operacional, tornando em muitas vezes os servidores estatutários não imbuídos do novo plano de governo que se apresenta.

Em consequência destas situações as relações sofrem com conflitos interpessoais e intergrupais, tanto nas fases percebido, sentido e até mesmo manifestado, onde visualiza-se um pré conceito, ou seja, a ausência de conhecimento dos novos processos e pessoas causando a insegurança e fazendo com que as comunicações sofram distorções e advinhações em um ambiente que até então cercava-se de processos repetivivos e monótonos.

Neste momento que destaca-se a liderança do gestor público que deve utilizar-se de ferramentas e metodologias aplicáveis que desenvolvam a consciência na equipe de quão importante é a aceitação de cada indivíduo com suas diferenças e características, o que nos faz independentemente de similaridades físicas ou psíquicas, sermos um ser único.

ExibirMinimizar
aci institute 15 anos compartilhando conhecimento