Elabore o seu quadro de melhorias e reinvente-se
Elabore o seu quadro de melhorias e reinvente-se

Elabore o seu quadro de melhorias e reinvente-se

Reflexões: porque me boicoto? Porque não me permito situações felizes e saudáveis?

O ano de 2018 estava no fim, tive o privilégio de participar de uma palestra sobre qualidade de vida no trabalho, momento que com muita maestria a palestrante nos passou uma tarefa para casa, a principio era algo simples, precisaríamos refletir a respeito de quem somos de verdade, para tal precisaríamos utilizar uma ferramenta criada na psicologia, um quadro para o Auto conhecimento. Eu não havia levado bloco de notas, então não guardei todas as informações com clareza, somente sabia com certeza que a palestrante havia comentado que adaptou o quadro para o exercício proposto no curso.

Já em casa, procurei o tal quadro na internet e me propus utilizar a ferramenta. O esquema é bem simples, numa folha desenha-se um quadrado grande e dentro dele uma cruz, de modo que dentro do quadrado surja outros 4 quadrantes, cada quadrante terá um título para que a pessoa escreva dentro dele as atividades relacionadas aos títulos. No primeiro quadrante o título é “Gosto e Faço”. No segundo quadrante na lateral deve se escrever o título “Gosto e não faço”. No 3° quadrante abaixo do 1° o titulo é “não gosto e Faço” e no 4° e último nomeia-se com “Não gosto e não faço”. A partir disso, devemos escrever as atividades conforme os nossos interesse pessoais, a fim de observar o quanto gostamos do que fazemos, do quanto fazemos coisas que gostamos, o quanto não fazemos o que gostamos e porque não gostamos e não fazemos algumas coisas. O exercício foi surpreendente, apesar de me julgar extremamente conhecedora de mim, nunca havia me dado conta do quanto não faço coisas que gosto! E o pior como minha rotina esta abarrotada de coisas que faço sem gostar. Algo precisava ser feito e com urgência! Fiquei de fato bem intrigada... porque eu não dançava mais, não lia mais, não escrevia mais e tantas outras coisas que tanto gosto? Porque perdia meu preciso tempo com atividades domésticas e trabalhando para outras pessoas?

Num primeiro momento culpei o tempo, meu trabalho, a sociedade moderna, o fato deu ter nascido pobre... culpei o governo, as instituições, mas quanto mais procurava um culpado , mais entendia de quem era a culpa e inevitavelmente cheguei a única conclusão plausível, a culpa era única e exclusivamente MINHA. O tempo passa igualmente para todos, todos os dias possuem 24 horas, a maioria das pessoas têm um emprego e na atual conjuntura as que não têm estão desesperadas! Estou inserida na mesma sociedade que tantos outros e o dinheiro não compra: dançar, ler tão pouco escrever. Por hora vivemos numa democracia e o governo pouco opina na minha vida pessoal. A única pessoa que me impede de fazer coisas que gosto sou eu mesma. Mas porque me boicoto? Porque não me permito situações felizes e saudáveis?

Estes questionamentos me levaram a mais reflexões e espero sinceramente que te inspire a pensar também. Dentre dilemas que descobri ao meu respeito e que na minha concepção chamei de bloqueios da felicidade, encontrei alguns comportamentos corriqueiros que poderiam me tirar do foco, dentre estes a utilização excessiva de redes sociais, o excessivo acesso a informações sem o senso crítico de análise e a famosa preguiça. De todos bloqueios acima citado o primeiro que resolvi encarar foi a utilização excessiva de redes sociais, essas em resumo, facilitam e muito a nossas vidas, você não precisa mais sair de casa para ter notícias da família e visitar amigo. A qualquer momento é possível se conectar com qualquer pessoa no mundo. Isso é maravilhoso, integrador e social. No entanto, a demasia em relacionamentos virtuais, acabou por tirar os encantos dos encontros na vida real! Vivemos conectados em grupos na rede, e pouco nos rendemos à conexão com os nossos grupos, trocando em miúdos, nossos celulares são bombardeados com mensagens lindas de bom dia e amizade com desenho de cafés da manhã, paisagens ou qualquer imagem apelativa para situações boas, mas raramente vivenciamos a experiência de tomar um café com um amigo, fazer uma caminhada no parque ou assistir à um por do sol. Isso sem falar do tempo desperdiçado em frente as telas, em média 5 horas por dia que simplesmente passamos rolando, teclando, curtindo ou compartilhando. E eis ai... horas de leitura, dança e estudos que eu simplesmente reclamava que não tinha!

Radicalmente, exclui minhas contas do Facebook, Instagran e Twitter, mantive o LinkedIn e Whatsapp por questões óbvias. Agi dessa forma, porque como qualquer vício o período de abstinência é o mais difícil ( risos ), resultado: consegui ler algumas revistas semanais, assisti alguns filmes, visitei o bebê de uma amiga que já está com 9 meses, comecei a caminhar e estou aqui escrevendo este texto. Na época da escola, costumava ter excelentes notas em redação, agora já não sei...o importante é a retomada das atividades que me fazem feliz e o controle ativo da minha vida. Pretendo voltar as redes sociais, pelos inúmeros benefícios que estas nos proporcionam, mas por hora pretendo me conectar cada dia mais à minha necessidade de realização pessoal. Quero viver experiências e não somente vê-las em fotos maquiadas no Photoshop.

Se você ainda estiver lendo este texto, te convido a fazer seu quadro de melhorias, tal como expliquei no início. Se descubra, se reinvente, talvez haja um você melhor ai dentro, oprimido por atividades que te consomem e não fazem sentido. Procurar entender os motivos que nos fazem agir como agimos é o primeiro passo para uma grande mudança de comportamento. Isso é cansativo e precisa treino! Todos os anseios e angustias que sentimos estão ligados às insatisfações que muitas vezes as origens são desconhecidas, por isso faz necessário essa auto-analise, onde poderá enxergar em que pontos agir, Encontre seus bloqueios de felicidade e os bloqueiem da sua vida!

Comentários

Participe da comunidade, deixe seu comentário:

Deixe sua opinião!  Clique aqui e faça seu login.
    Ana Fortunato

    Ana Fortunato

    Pessoas, pessoas, pessoas... Me relacionar bem e sempre. Motivas, engajar e encantar!!!! Proatividade meu lema...
    café com admMinimizar