Reflexos da qualidade de vida no trabalho por meio do plano de cargos, carreira e subsídios dos profissionais da educação básica do município de Juína/mt com ênfase na teoria das hierarquias das necessidades no ano de 2017

Este artigo foi elaborado com o objetivo de analisar os reflexos da Qualidade de Vida no Trabalho (QVT) por meio o Plano de Cargos, Carreira e Subsídios dos Profissionais da Educação Básica do Município de Juína/MT com ênfase na Teoria das Hierarquias das Necessidades no ano de 2017. A pesquisa justifica-se pelo interesse acadêmico em aprofundar sobre o assunto apresentado na Disciplina de Psicologia Organizacional. A pesquisa classificou-se como descritiva e exploratória, visto que foi realizado levantamento bibliográfico para o referencial teórico e posteriormente levantamento documental para a coleta dos dados apresentados e quanto a análise dos resultados adotou-se o método qualitativo uma vez que houve correlação entre os dados levantados e referencial teórico. Analisando a Teoria da Hierarquia das Necessidades Humanas compreendeu-se que o PCCS da Educação Básica do Município apresentou em seu contexto os fatores determinantes abordados pelo psicólogo Abraham Maslow, tendo em vista a Qualidade de Vida do Servidor tanto no desempenho de suas funções como também no âmbito de realização pessoal. Palavras-chave: Qualidade de Vida no Trabalho, Plano de Cargo, Carreira e Subsídios, Teoria das Necessidades Humanas.


SILVA, Andreia Clebiane Benites

DUARTE, Aneilza Santos

SILVA, Juciane Alves

Resumo

Este artigo foi elaborado com o objetivo de analisar os reflexos da Qualidade de Vida no Trabalho (QVT) por meio o Plano de Cargos, Carreira e Subsídios dos Profissionais da Educação Básica do Município de Juína/MT com ênfase na Teoria das Hierarquias das Necessidades no ano de 2017. A pesquisa justifica-se pelo interesse acadêmico em aprofundar sobre o assunto apresentado na Disciplina de Psicologia Organizacional. A pesquisa classificou-se como descritiva e exploratória, visto que foi realizado levantamento bibliográfico para o referencial teórico e posteriormente levantamento documental para a coleta dos dados apresentados e quanto a análise dos resultados adotou-se o método qualitativo uma vez que houve correlação entre os dados levantados e referencial teórico. Analisando a Teoria da Hierarquia das Necessidades Humanas compreendeu-se que o PCCS da Educação Básica do Município apresentou em seu contexto os fatores determinantes abordados pelo psicólogo Abraham Maslow, tendo em vista a Qualidade de Vida do Servidor tanto no desempenho de suas funções como também no âmbito de realização pessoal.


Palavras-chave: Qualidade de Vida no Trabalho, Plano de Cargo, Carreira e Subsídios, Teoria das Necessidades Humanas.

1. Introdução

A importância nas necessidades humanas se transforma conforme a cultura de cada indivíduo e cada sistema organizacional. Por isso, a Qualidade de Vida no Trabalho não pode ser determinada apenas por características individuais (necessidades, valores, expectativas) ou situacionais (estrutura organizacional, tecnologia, sistemas de recompensas, políticas internas), mas sobre tudo pela atuação sistêmica dessas características individuais e organizacionais.

Melhorar os reflexos da Qualidade de Vida no Trabalho (QVT), no Plano de Cargos, Carreira e Subsídios (PCCS) da Educação Básica de Juína com ênfase na Teoria das Hierarquias das Necessidades de Maslow no exercício de 2017 por meio da pesquisa justifica-se pela importância e necessidade de conhecimento do assunto abordado na disciplina de Psicologia Organizacional em específico a Qualidade de Vida no Trabalho e a Teoria das Necessidades Humanas de Maslow e quanto a sua aplicação no PCCS da Educação Básica em Juína-MT, considerando que esse assunto é tema de constante debates no jornal e revistas e também justificativas para greves no sistema educacional tanto Federal e Estadual quanto Municipal. Para atingir o objetivo geral da pesquisa foram adotados os seguintes objetivos específicos: apresentar a Teoria das Necessidades Humanas desenvolvida pelo Psicólogo Americano Abrahan Maslow; definir Qualidade de Vida no Trabalho (QVT); investigar definições e embasamento legal para elaboração do Plano de Cargos, Carreira e Subsídios; averiguar se a Educação Básica do Município Juína possui Plano de Cargo, Carreira e Subsídios; e, por último examinar os pontos do PCCS que propõe a Qualidade de Vida dos Profissionais da Educação do município com base na Teoria de Maslow.

O estudo classificou-se principalmente como qualitativo, e para o referencial teórico e levantamentos de dados utilizou-se o método descritivo e exploratório, tendo em vista que foi realizado levantamento bibliográfico e documental sobre o assunto, e em seguida uma análise sobre os reflexos do QVT nos PCCS da Educação Básica de Juína/MT referente o ano de 2017 comparado com a Teoria de Maslow.

2. Estrutura: Fundamentação Teórica e Análise dos dados

2.1 Teoria das necessidades humanas

Uma das dificuldades para se atingir qualidade de vida nas organizações reside na diversidade das preferências humanas, diferenças individuais e o grau de importância que cada trabalhador dá as suas necessidades. O psicólogo americano Abraham Maslow, desenvolveu a proposta da hierarquia das necessidades, também conhecida como a Pirâmide de Maslow, onde as necessidades humanas estão divididas em cinco categorias: Fisiológicas, Segurança, Social, Estima e Auto-realização.

Ao construir sua teoria da motivação, Maslow baseou - se no espírito do seu tempo “zeitgeist”, que reina na sociedade moderna do século XX e XXI.

A escala da pirâmide de acordo com a hierarquia das necessidades humanas de Maslow, não depende apenas das condições oferecidas, mas também das circunstâncias de vida de cada pessoa.

O ser humano é complexo e simples ao mesmo tempo, precisa da magia e da realidade da noite e do dia, do trabalho e do lazer. Envolvem as pessoas em um turbilhão de necessidades diárias aos quais escravizam as vontades, sonhos e desejos.

Necessidades Fisiológicas: São as necessidades inatas, sendo denominadas também como necessidades biológicas ou básicas e exigem satisfação cíclica e reiterada a fim de garantir a sobrevivência do individuo, orientando a vida humana desde o momento do nascimento. Alguns exemplos desta categoria são: alimentação (água e comida); Respiração; Reprodução; Descanso; Abrigo; e Vestimenta.

Necessidades de Segurança: As necessidades de segurança têm grande importância, pois são a busca da proteção contra a ameaça ou privação, a fuga do perigo, a busca por um mundo ordenado e previsível. Dentre as necessidades de segurança podemos exemplificar: Segurança física pessoal; Segurança financeira; Saúde e bem-estar e Rede de proteção contra imprevistos.

Necessidades Sociais (amor/relacionamento): São as necessidades de associação incluem aspectos que envolvem relacionamentos baseados na emoção, pois seres humanos precisam sentir-se aceitos e fazendo parte de algo, a necessidade de dar e receber afeto são uma importante ativadora do comportamento humano. Alguns exemplos destas necessidades são: Amizade; Intimidade (amigos íntimos, mentores, confidentes); Convivência social (círculos de convivência variados); Família e Organizações (clubes, entidades de classe, torcidas, gangues).

A ausência destes elementos torna as pessoas suscetíveis à solidão, ansiedade e depressão. Muitas vezes a necessidade destes elementos pode, através da pressão dos pares sobrepor às necessidades psicológicas e de segurança. Um exemplo disso seria alguém que se exp&otil

ExibirMinimizar
CEO Outllok, A era da liderança resiliente. Confira os Resultados.