REENGENHARIA X QUALIDADE TOTAL

Alguns pesquisadores consideram a Reengenharia uma adversária da Qualidade Total. Isto ocorre, porque a Reengenharia prega mudanças radicais nos processos e atitudes de uma determinada empresa. Já a Qualidade Total, defende a melhoria dos processos em curso, sem precisar muda-los, mas sim, aperfeiçoa-los. Se formos tomar o tempo como parâmetro, a Reengenharia poderá repercutir resultados mais satisfatórios, pois na Qualidade Total, as alterações são mais lentas e graduais. Por outro lado, o financeiro, o custo de um projeto de Qualidade Total é menor do que o da Reengenharia. Tanto a Reengenharia como a Qualidade Total são herdeiras diretas da Administração Científica de Taylor. Na obra Manual de Gestão da Qualidade Aplicado aos Cursos de Graduação, Editora FUNDO DE CULTURA, os autores Alexandre Shigunov Neto e Letícia Mirella Fischer Campos traçam um quadro comparativo entre a Reengenharia e a Qualidade Total. Este quadro foi desenvolvido por Geraldo R. Caravantes, Cláudia Caravantes e Wesley Bjur no livro Administração e qualidade: a superação dos desafios, onde eles apresentam uma nova teoria, a ReAdministração. Esta teoria aproveita os pontos positivos da Reengenharia e da Qualidade Total. A Reengenharia significa mudança, mesmo que esta não ocorra de uma forma tão radical, portanto, criar um fantasma em volta dela, é um absurdo. Na Qualidade Total, existe uma metodologia chamada Kaizen, que foi desenvolvida pela Toyota na década de 60, que apresenta para todo e qualquer tipo de empresa, uma visão de melhora contínua, com perseguição aos desperdícios, eliminação de atividades que não agregam valor, movimentos desnecessários e perdas. Citando mais uma vez a obra Manual de Gestão da Qualidade Aplicado aos Cursos de Graduação, Editora FUNDO DE CULTURA, os autores Alexandre Shigunov Neto e Letícia Mirella Fischer Campos dizem que o Kaizen, ao contrário da Reengenharia, é um processo de aperfeiçoamento contínuo, onde não há necessidade de redefinição do processo atual. Shigunov Neto & Letícia Fischer citam ainda, que o Kaizen pode ser aplicado como continuação dos projetos de Reengenharia, a fim de assegurar a continuidade dos propósitos mapeados nos processos devidamente modificados. Esta definição dos autores é no mínimo incoerente com que eles pregam, pois eles mesmo colocaram que o Kaizen é o oposto da Reengenharia, mas nesta afirmação, consideram que é uma continuação. Podemos chegar a conclusão que não existe Qualidade Total sem Reengenharia, pois toda melhora e aperfeiçoamento é uma mudança, e se é mudança, é Reengenharia.
ExibirMinimizar
CEO Outllok, A era da liderança resiliente. Confira os Resultados.