Redes Sociais: Use com moderação!

As empresas estão cada vez mais procurando monitorar as redes sociais e profissionais, de todas as áreas, devem estar atentos aos conteúdos que postam nelas

Twitter, Orkut e Facebook, se você tem perfis nesses ou em outros sites de relacionamentos a dica é: Use com moderação! As redes sociais também estão na mira das empresas, e nos Estados Unidos já é realidade um novo serviço, na área de Recursos Humanos, que consiste em pesquisar a vida dos candidatos na internet.

No Brasil essa preocupação cresce à medida que as redes sociais ganham mais repercussão e usuários. E seguindo esse boom virtual as empresas também estão criando perfis nessas redes, e também por isso, estão mais atentas as postagens de seus colaboradores e dos candidatos que podem vir a compor seu quadro de funcionários.

Porque monitorar?

Segundo pesquisa divulgada em 2010, pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), no Brasil, 90% dos 73 milhões de pessoas que têm acesso à internet usam redes sociais, e esse número não pode ser desconsiderado. Profissionais, de todas as áreas, devem sempre mostrar bom senso com relação aos conteúdos publicados em seus perfis na internet, que podem ser usados a seu favor, como também decisivos para que não seja contratado ou mantido em seu emprego.

Postagens de conteúdos com apelo sexual, comentários, fotos e vídeos que demonstrem comportamentos divergentes aos apresentados no ambiente de trabalho, críticas de gênero, racistas, uso das redes em horário de trabalho para postar temas de cunho pessoal, comentários agressivos, críticas aos seus patrões, colegas e a empresa em que é colaborador são situações que as empresas querem evitar.

Pensando justamente nisso, e para fazer esse acompanhamento dos colaboradores, muitas organizações estão criando seus próprios códigos de conduta para o uso consciente e efetivo das redes sociais, deixando claro quais comportamentos, comentários considera prejudiciais à sua imagem e que consequências podem surtir caso sejam ignoradas.

Dicas

Tanto os profissionais que já estão no mercado, quanto àqueles que estão à procura de colocação devem estar atentos aos tipos de informações que publicam em suas redes sociais, pois estas são de exclusiva responsabilidade de seu usuário. O que as empresas estão buscando nas mídias sociais são referências para conhecer melhor o perfil de seus profissionais e daqueles que pode vir a empregar, e dessa forma, avaliar se estas pessoas se enquadram dentro dos comportamentos e diretrizes que a organização considera mais condizentes com seus valores.

As opiniões ficam divididas, pois muitos profissionais acreditam que esse monitoramento é uma espécie de invasão à privacidade, não deixa de ser, mas é essencial salientar também que as redes sociais não deixam de ser uma extensão de quem você é. Nelas, você exprime suas ideias, seus pontos de vista, suas imagens, em vídeos ou fotos e, dispõe sua vida, suas atitudes a opinião alheia, criando e expondo sua imagem online, por isso é importante fazer um autogerenciamento dos conteúdos postados em suas redes sociais.

Em se tratando de críticas direcionadas por colaboradores, dependendo do conteúdo e da avaliação da empresa quanto aos prejuízos à imagem que o comentário surtiu, estas críticas podem mesmo resultar em demissão, e isso hoje, é mais comum do que imaginamos.

Tome cuidado, gerencie suas postagens, e lembre-se que bom senso é sempre o melhor caminho!


Conheça o IBC: www.ibccoaching.com.br

ExibirMinimizar
CEO Outllok, A era da liderança resiliente. Confira os Resultados.