Café com ADM
#
Quer evitar falência? Conheça três profilaxias contempláveis
Quer evitar falência? Conheça três profilaxias contempláveis

Quer evitar falência? Conheça três profilaxias contempláveis

São muitos os fenômenos que conduzem as micro e pequenos empreendimentos a perderem a vida nos primeiros cinco anos. Necessitamos criar mecanismos para compreendermos os modelos de gestão, induzindo os empreendedores a reflexão, compreensão e ação.

Hoje temos um arsenal de informações disponíveis em revistas, livros, sites... É certo valorizarmos a importância de empresas públicas e privadas que disponibilizam programas para desenvolvimento de competências.

Mas, se de um lado temos muitas informações e meios, do outro, temos a velocidade das coisas, no que se refere aos aspectos mercadológicos, que possam retratar em tempo, as evoluções comportamentais dos consumidores.

Mas aqui devemos ser práticos e focados nestes três pontos:

1 – Quantos empreendedores que se predispõem a iniciar uma atividade conhecem realmente a atividade e o segmento escolhido?

É necessário responder a estas questões:

A – Localização – Qual o local ideal para atender meu público levando em consideração: perfil do cliente, acessibilidade, cultura, costumes, entre outros?
B – Público - Qual o meu público alvo?
C – Produto - Qual é o mix de produtos escolhido?
D – Investimentos – Foi feito uma análise prévia do investimento (Capital de Giro e Investimento Fixo)? Independente se o capital for próprio ou de terceiro, se faz necessário trabalhar prazos de retorno, juros, amortizações, enfim são muitos elementos.
E – Um Planejamento – A arte de planejar a empresa deve considerar todas as informações e cenários que o empreendimento estará sujeito, desde o ambiente interno (pontos fracos e fortes) quanto o ambiente externo (oportunidade e ameaça);
F – Retorno do Investimento: Um grande problema aqui, é aquele famoso “achismo”. Sem muitas delongas, recomendo ser parceiro do contador, pois só contabilmente você consegue redefinir suas estratégias e assim, minimizar os impactos e riscos.


02 – Ninguém tem a receita do bolo pronta. Você abre o negócio e está sujeito às adversidades do mercado.

As questões a seguir precisam de respostas o tempo todo.

* As estratégias de marketing foram definidas e estão funcionando?
* Os preços de vendas estão condizentes com a qualidade e prática do mercado?
* As logísticas de entrega atendem as exigências do mercado?
* Estamos trabalhando a inovação e exigências de mercado?
* E a marca? Já temos um público fiel e seguidor?
A cada resposta obtida, deve ser traçado um plano de ação, com um cronograma rígido de prazos e responsabilidades tendo como foco principal a satisfação e o atendimento preciso da clientela.

03 - O perfil da maioria dos empreendedores não consegue trabalhar a sua saída do operacional e com isso não conseguem pensar de forma estratégica o seu negócio. Nenhum negócio vai longe sem as atualizações, monitoramentos e avaliações dos resultados.

Enumeramos alguns pontos que não podemos deixar de observar.

* A rotatividade, a validade do estoque e sua reposição;
* A política dos preços e suas estratégias de comercialização;
* As políticas de venda com análise de campanhas promocionais, análise de fluxo de clientes, pós venda, fidelidade...
* O fluxo de caixa e análise das contas a receber e a pagar;
* Os sistemas de gestão interna, incluindo as políticas de capacitação e de qualidade;
* A atualização das análises mercadológicas;
* O planejamento estratégico nos seus pontos da matriz SWOT, pontos fortes e fracos, oportunidades e ameaças;
* E para o futuro? A empresa tem planos de curto médio e longo prazo;
* As remunerações dos empresários fora da realidade da empresa;
* A aplicação de parte da receita com itens não previstos;
* As planilhas de análise de riscos;

É preciso blindar o negócio antes que o dinheiro acabe. Estas considerações estão respaldadas em experiências vividas.

ExibirMinimizar
CEO Outllok, A era da liderança resiliente. Confira os Resultados.