Quem não é ouvido, não é lembrado!

Tecnologias como a URA Ativa são capazes de deixar uma mensagem gravada a diversos clientes ao mesmo tempo, ofertando produtos ou serviços a quem já conhece a empresa.

“Como vender durante a crise?” Nunca se ouviu tanto essa frase como agora, principalmente por conta do atual momento econômico enfrentado pelo Brasil. Quem souber a resposta para essa pergunta está não só um passo à frente da concorrência, como também no caminho certo para o sucesso!

Uma possível solução para esse desafio pode estar dentro da sua própria carteira. Diversos estudos já demonstraram: a probabilidade de comercializar um produto para um cliente é de 60 a 70% maior quando comparado a um prospect. Além disso, custa seis vezes mais caro conquistar um parceiro novo a manter um antigo.

Atualmente, tecnologias como a URA Ativa são capazes de deixar uma mensagem gravada a diversos contatos ao mesmo tempo, previamente analisados e segmentados. Além de ofertar produtos ou serviços a quem já conhece a empresa, é possível lembrá-los de um boleto a pagar, mantendo o crédito em dia e contribuindo para reduzir a inadimplência. Quem realmente tiver interesse na oferta, ouvirá até o final e buscará atendimento.

Agora, o título desse artigo faz cada vez mais sentido, não é? Quem não é ouvido, não é lembrado! Pesquise por quais meios de comunicação o seu público-alvo gosta de ser encontrado, invista em campanhas de marketing e cuide do maior patrimônio de uma corporação: o seu cliente. Com essas dicas, fica mais fácil superar essa “marolinha”. Seja otimista, sempre! Boa sorte!

*Ariane Abreu é Diretora Comercial da Total IP

ExibirMinimizar
aci institute 15 anos compartilhando conhecimento