Quem é você? Você é o Fulano "tal" da empresa "tal"?

Se lhe perguntarem quem é você? O que você irá responder? Você é apenas o fulano "tal" da empresa "tal" ou você tem a sua própria história? Essas e outras respostas você encontrará aqui, lendo esse texto. Boa leitura!

Qual seria a sua resposta caso você se encontrasse em um treinamento presencial dentro ou fora da sua empresa e de repente o instrutor lhe perguntasse "quem é você?". Seguramente a maior parte das pessoas iria responder que são fulano tal da empresa tal.

Como se diz no jargão popular: Falou tudo e não falou nada!

É justamente nesse ponto que quero chamar sua atenção. As pessoas estão se anulando, apagando suas histórias e muitas vezes seus valores por conta da vida corporativa, do capitalismo, correndo atrás de dinheiro incessantemente e perdendo a sua essência, se esquecendo de quem são!

Não quero dizer que sua vida, sua história corporativa, seu trabalho não devem ser valorizados, muito pelo contrário, você deve amar, valorizar e se dedicar ao seu trabalho, só que isso tem que ser feito de maneira parcimoniosa, com equilibrio, respeitando o tripé da nossa sustentação que é: Deus, família e trabalho!

Você já parou para se perguntar qual o motivo de Deus vir em primeiro lugar nessa ordem?

Eu respondo. É porque Deus é o nosso criador e se não fosse por Ele não estaríamos aqui. Segundo, a vivência e a comunhão com Deus nos ampara e nos conduz para uma vida reta, ele nos dá todas as resposta que precisamos.

Tenho dito e repetido diversas vezes que um cristão não está acima do bem e do mal e como todo mundo ele também comete erros mais na maioria das vezes sua vida cristã, seu encontro ou reencontro com Deus começou desde que reconheceu-se levando uma vida errada.

E por isso as pessoas se sentem no direito de fazer julgamentos. Ah, fulano era bandido, ladrão, alcoólatra, e agora está aí pagando de crente!

Um crente pode cometer erros como todo mundo a única diferença é que ele por "conhecer" ou ter iniciado o conhecimento da Palavra e dos ensinamentos saberá que está agindo errado e que está indo contra a Palavra de Deus.

Portanto, Deus é primordial para que você possa alcançar o sucesso nas outras duas dimensões "família e trabalho"!

Ao longo de minha vida também já cometi o erro de me anular ao ponto de colocar o nome da minha empresa como se fosse o meu sobrenome e então, quando me perguntavam, quem é você?, eu respondia quase de maneira automática: Sou o Wagner da empresa tal!

É isso que eu não quero mais em minha vida! Minha resposta será a minha história. Sou o Wagner da Fátima (minha esposa), tenho 4 filhos, sou economista, moro na cidade tal e sou da igreja Batista, gosto de correr, caminhar e escrever, e por aí vai até chegar ao ponto em que me perguntem aonde eu trabalho e aí sim eu respondo: trabalho na empresa tal descrevendo a partir daí a minha história nessa ou naquela empresa!

Minha assinatura não é o nome da empresa na qual eu trabalho e posso ter orgulho de trabalhar nela sem ter que anular meu sobrenome!

Por isso, todas as vezes em que a missão, visão, valores dessa empresa não se mostrarem presentes ou mais presentes em suas ações ou não combinarem com os meus valores quero e vou exercer o direito de não fazer parte dela, de deixá-la, e simplesmente ir embora continuar escrevendo a minha história!

Então, Deus e a família são as bases que lhe darão a sustentação para que você seja um profissional de excelência, para que você seja o fulano tal da empresa tal. Um, não deve anular o outro!

Você tem que ser a pessoa tal, alicerçada e temente á Deus, você tem que ser o fulano tal, esposo da senhora tal, pai de tal e tal filho e finalmente o fulano tal de tal empresa que tem sonhos como todo mundo e que tem a sua própria história!

Pense nisso!

Ps.: Essa é parte da minha história, algumas coisas descritas aqui podem ter se alterado, se modificado ao longos dos tempos, afinal, essa história foi escrita a quase 4 anos e o tempo se encarrega de reescrever a sua história!
http://wagnerpereira10.blogspot.com.br/2013/01/acreditoque-todos-os-seres-humanos-tem.html
Esse cara sim, sou EU! Como todo mundo tenho pessoas que gostam de mim, que me admiram, que me odeiam, que sentem inveja, ou que simplesmente se contagiam com minhas palavras e escritas, e é esse o meu objetivo ao escrever esses textos: Contagiar outras pessoas!


** Wagner Pereira, 49 anos, economista, formado pela UFMT – Universidade Federal de Mato Grosso, executivo de empresa do setor automotivo, MBA em "Liderança e Gestão Organizacional" pela Franklin Covey, certificado pela CMI no curso de "Teorias e Ferramentas do Projeto de Negociação de Harvard" realizado na faculdade de Harvard, Cambridge/MA nos Estados Unidos entre outros.

ExibirMinimizar
aci institute 15 anos compartilhando conhecimento