Há muito tempo não via tantas queimadas da palha da cana-de-açúcar como esse ano, por quê? Os usineiros estão reclamam dos custos e da desvalorização do setor em concorrência dos combustíveis fósseis. Rege a lei de oferta e demanda – se a gasolina sobe, aumenta a procura do etanol – se baixa reduz a procura do etanol. O mesmo ocorre dentro do setor sucroalcooleiro, quando o etanol está em alta a tendência é das indústrias destinarem os investimentos para o etanol, quando está em baixa ocorre a priorização dos investimentos no açúcar e vice-versa.

O Protocolo Agroambiental do Setor Sucroenergético firmado em 2007 promovia, entre outros aspectos, a antecipação dos prazos legais para o fim da queima controlada da palha da cana. Portanto, seguindo o protocolo a eliminação para os terrenos com declividade até 12% em 2014 (ao invés de 2021) e para aqueles com declividade superior e 2017 (ao invés de 2031). A queima poderá ocorrer desde que ocorra antes a liberada mediante prévia autorização da Secretaria Estadual da Agricultura e Abastecimento.

Vantagens da queima da palha da cana-de-açúcar para os usineiros:

Rebroto mais rápido – reduzindo o ciclo de plantio;
Limpeza da área – diminuindo os custos de maquinários e mão de obra no corte manual da cana;
Redução do custo do frete – já que a quantidade de “sujeira” é eliminada na queima, aumenta o volume de cana transportada;
Eliminação de animais – Como abelhas, cobras, ratos, aranhas que podem ser encontrados no canavieiro. No corte manual podem causar um acidente de trabalho;
Aumento do rendimento do trabalhador por área cortada – Visto que o trabalhador gasta menos tempo e energia para o corte;
Como é difícil controlar a queima da cana, que pode mudar de acordo com o vento, ocorre a eliminação das matas próximas a plantação da cana de açúcar – aumentando a área a ser destinada a próxima safra;
Como a queima é feita em circulo “de fora para dentro”, a quantidade de animais que ficam presos e morrem é grande.

Desvantagens o socioambiental:

Morte de animais carbonizados e/ou intoxicados pela fumaça;
Pode causar problemas respiratórios;
Contribuem para o efeito estufa por liberar partículas de carbono;
A fuligem pode ser cancerígena;
Prejudicial principalmente para crianças, idosos e pessoas com problemas respiratórios;
Poluição atmosférica difusa, devido os resíduos serem levedos pelo vento;
Sujar ruas e residências com os resíduos.

Obs: Os dados apresentados são de próprias observações e/ou alguns estudos e portanto, não está totalmente embasado em dados científicos.