Café com ADM
#

Que Saudade!

Que saudade do tempo em que os Partidos Políticos eram siglas respeitáveis e não, como alguns Partidos, que são meras siglas de aluguel! Que saudade do tempo em que os políticos não trocavam de Partido a todo instante, simplesmente para fazer o jogo do poder! Que saudade do tempo em que o apoio ou a oposição ao Governo era feita em função do Programa do Partido ou do Programa de Governo, sem fisiologismos! Que saudade do tempo em que os políticos eram coerentes e conhecidos pela sua identificação com as propostas do seu Partido! Que saudade do tempo em que a campanha política era feita nos comícios, em que os artistas eram os próprios políticos, que tinham propostas e compromissos com a população! Que saudade do tempo em que os políticos cumpriam os seus compromissos de campanha, porque tinham vergonha na cara! Que saudade do tempo em que o povo comparecia para votar no dia da eleição porque sabia que valia a pena acreditar nos políticos! Que saudade do tempo em que o debate se fazia em torno de idéias e não na base de ataques pessoais, demonstrando um total despreparo, de alguns políticos, para a vida pública! Que saudade do tempo em que não se falava em mensalão, nem em compra de votos, mas que se tentava conquistar o apoio dos parlamentares pelas propostas apresentadas, visando ao interesse público! Que saudade do tempo em que a política era feita por gente séria, que queria servir ao povo e não se servir do povo! Que saudade do tempo em que se valorizava o mérito do servidor público e não as posições políticas por ele assumidas! Que saudade do tempo em que os políticos passavam uma imagem de seriedade e os casos de desvio de conduta eram meras exceções! Que saudade do tempo em que não havia lugar para demagogia, assistencialismo ou clientelismo, mas políticas públicas sérias que propunham solução para os problemas do povo! Que saudade do tempo em que os administradores públicos respeitavam o dinheiro do povo e só gastavam naquilo que era lícito e de interesse da comunidade! Que saudade do tempo em que o voto era conquistado nas ruas pelo próprio candidato e não trocado por cestas básicas, botijão de gás, óculos, camisetas e por promessa de emprego! Que saudade do tempo em que os políticos tinham palavra e que a gente podia acreditar no que eles diziam, porque jamais eles mudavam o discurso depois da campanha! Que saudade do tempo em que não havia razões para se escrever um artigo como este! Vamos transformar essa saudade em indignação e, em 2006, escolher melhor os nossos Governantes e os nossos representantes no Poder Legislativo! . . . COMENTE ESTE ARTIGO NA
COMUNIDADE POLITIC.:: No Orkut ::.

http://www.orkut.com/Community.aspx?cmm=3619732 .:: No Yahoo! Grupos ::. http://br.groups.yahoo.com/group/portalpolitic/ . . .
ExibirMinimizar
CEO Outllok, A era da liderança resiliente. Confira os Resultados.