Quatro dicas para liderar em tempos de crise

Os líderes estão se perguntando como motivar e garantir o bom desempenho da equipe se o futuro é incerto e se não há como garantir nem a própria permanência na empresa

Insônia, gastrite, ansiedade. A responsabilidade de liderar pessoas, especialmente em tempos difíceis, tem seu preço. Os líderes estão se perguntando como motivar e garantir o bom desempenho da equipe se o futuro é incerto e se não há como garantir nem a própria permanência na empresa. A posição é difícil mesmo: você está entre a empresa, para a qual deve profissionalismo, e seus subordinados, para os quais deve sinceridade a fim de estabelecer uma relação de confiança.

O estilo de liderança, o tempo em que está à frente da equipe e o porte da empresa ajudam a dosar o grau de dificuldade. Se você acabou de chegar e ainda não conquistou a confiança do pessoal, por exemplo, talvez não consiga transmitir a segurança necessária. E isso pode piorar se a empresa é grande e você não participa das decisões. Ao contrário, se tem uma relação madura com a equipe, terá mais facilidade em conduzi-la durante a travessia da crise. Sim, travessia. Confie, a crise vai passar.

E sendo uma situação passageira, o ideal é que você e a equipe consigam atravessá-la com a máxima tranquilidade possível. Mantendo o foco no trabalho. Veja quatro dicas:

1 - Seja transparente e fale a verdade: não quebre a confiança que a equipe tem em você. A confiança é o pilar central da relação com seus subordinados e se a perder, dificilmente conseguirá reconquistar.

2 - Comunique sempre: manter a equipe informada sobre a situação é a melhor maneira para evitar rumores e minimizar a tensão. A dica é fazer reuniões com mais frequência para não deixar as pessoas sem informações por muito tempo.

3 - Respeite as diferenças: a equipe não é homogênea e cada pessoa sente a crise de maneira diferente. Identifique isso e tenha conversas individuais, tratando as angústias e os medos de forma particular. Você pode incentivá-los a sondar o mercado e até ajudá-los a dar novos rumos à carreira.

4 - E uma dica muito importante: nós não passamos credibilidade se não acreditamos naquilo que estamos falando, portanto, se você não concorda com as diretrizes da sua empresa, reavalie sua posição e a permanência.

Lembre-se: a crise é passageira, portanto, mantenha o foco na carreira e na função que é conduzir e desenvolver pessoas. Fazendo isso, será fiel à empresa e à equipe. Boa sorte!

ExibirMinimizar
aci institute 15 anos compartilhando conhecimento