Qual o problema das pessoas serem multifuncionais, multitarefas?

Há alum tempo algo me intriga no nosso país, o quanto há uma cultura de limitar as pessoas, de não desenvolvê-las para serem multitarefas, multifuncionais, algumas vezes ouvimos isso em discursos e na prática é bem diferente, aqui um artista tem que definir se é cantor, ou apresentador, se é modelo ou atriz, ele não pode saber fazer os dois, nem querer desempenhar mais de uma atividade que será mal visto, e até mesmo será encarado como se estivesse roubando emprego de algumas pessoas. Aqui um gerente de Vendas não pode entender de Produção, ou migrar de função, ou então um profissional formado em Odontologia decidir depois fazer Turismo e mudar sua carreira, que será considerado desfocado.

Se olharmos para grandes artistas internacionais veremos a exemplo do Justin Timberlake, Beyoncé, eles cantam, dançam, atuam, Carla Bruni antes de cantora foi modelo, e não são mal vistos, muito pelo contrário lá a maioria faz isso, aqui primeiro o artista é detonado, para depois de muito custo provar se é bom ou não. E nas empresas? Se começou no RH tem que morrer lá, caso contrário o profissional é rotulado como desfocado, sendo que em multinacionais principalmente para cargos de liderança é fundamental o job rotation, líderes passarem por diversas áreas para serem mais preparados, terem mais aprendizados, e visão sistêmica e assumirem cargos ainda maiores, obtendo assim maior poder de decisão e embasamento. E quanto a dizer para um jovem que com 18 anos ele precisa escolher a profissão que ele desempenhará para o resto da vida e ai dele se ele mudar, porque vão passar a vida falando que o diploma dele foi jogado no lixo, afinal com 18 anos a pessoa tem total estrutura para pensar na vida dela como um todo, já se descobriu, já passou por uma série de experiências profissionais e terá condições de dizer do que gosta ou não? Gente como podem limitar tanto as pessoas assim, nos descobrimos o tempo todo, nos reinventamos, estamos em constante processo evolutivo, a cultura do não poder se desafiar, inovar, ser multitarefas é o mesmo que dar uma sentença por um crime que ninguém cometeu.

Qual o problema do cantor querer ser ator? Que ótimo que ele é bem provido de vários talentos, devemos torcer para que ele os explore e dê o seu melhor para o mundo, seja em quantas tarefas forem. O gerente de Vendas não pode se transformar em gerente de Produção? Que bom seria para uma empresa se alguém da área de Vendas tivesse o conhecimento da Produção e vice-e-versa para ser imparcial e não viver a eterna guerra entre áreas e egos, qual o problema se o mesmo for capacitado para isso? Uma pessoa não pode mudar sua carreira? Ela tem que viver frustrada mas se orgulhar de um diploma da qual ela optou num momento que ela não estava preparada para tal escolha, porque a sociedade colocava uma arma na sua cabeça dizendo que quem não entra na faculdade é um fracassado, e depois a mesma sociedade coloca a mesma arma se ela for fracassada por não ter feito o que gosta e não se desempenhar bem, mas que não deram tempo para aquele jovem poder respirar e pensar sobre o que queria?

Vamos parar de limitar as pessoas, de nos limitar, há milhares de possibilidades e oportunidades, basta batalhar por elas, arriscar, tentar, se não der certo recomeçar, por que encaramos o recomeço, as novas tentativas como fracasso? Você só tem certeza mesmo do que quer ou não fazer se testar, e se a vida deu as pessoas vários dons e talentos deveríamos incentivar, e torcer para que mais pessoas fossem assim, afinal imagina uma equipe de trabalho com profissionais multitarefas isso seria o sonho de qualquer gestor.

Vamos parar de achar lindo o que vemos lá fora e aqui não deixarmos as pessoas fazerem o mesmo e criticá-las por isso, vamos aprender que ao invés de enterrar nossos dons, ou sufocar os alheios, deveríamos semeá-los, e pegar as sementes e espalhar por onde passarmos. Não enterrem seus talentos, multipliquem!

ExibirMinimizar
aci institute 15 anos compartilhando conhecimento