Qual o melhor método de importação, indireta ou direta?

As empresas brasileiras que pretendem importar poderão realizar a operação de duas formas, sendo elas direta ou indireta

As empresas brasileiras que pretendem importar poderão realizar a operação de duas formas: direta e indiretamente. Aimportação Direta é aquela realizada pela própria empresa em seu Radar (Habilitação para a importação solicitada junto à Receita Federal). Por outro lado a Importação Indireta caracteriza-se pela utilização de um intermediário, uma Trading Company.

A decisão sobre a utilização de uma ou outra forma de importação deverá ser baseada nos seguintes critérios:

  • FAMILIARIDADE COM OS PROCEDIMENTOS E LEGISLAÇÃO DA IMPORTAÇÃO;
  • CONTATO COM FORNECEDORES (EXCLUSIVIDADE E PODER DE BARGANHA)
    CUSTO FINAL DE IMPORTAÇÃO;
  • LEALDADE DA IMPORTAÇÃO (CONTA E ORDEM E POR IMPORTAÇÃO POR ENCOMENDA);
  • CONTROLE DA OPERAÇÃO DA IMPORTAÇÃO;
  • DECISÃO ESTRATÉGICA (IMPORTAÇÃO DO PRODUTO/EMBARQUE);
  • NÍVEL DE FLEXIBILIDADE;
  • SE A EMPRESA JÁ POSSUI OU NÃO O RADAR DE IMPORTAÇÃO;
  • OUTROS (GANHOS FINANCEIROS E TRIBUTÁRIOS).

Importação Direta

  • Maior flexibilidade;
  • Maior controle de operação;
  • Contato direto com os fornecedores;
  • Menor custo com importação.

Importação Indireta

  • Poder de barganha da Trading;
  • Conhecimento do mercado pela trading;
  • Facilitação de comunicação com o fornecedor;
  • Conhecimento do processo de importação.

É muito importante que a empresa pondere sobre os critérios citados acima, antes de tomar uma decisão da melhor forma de importação.

Adicionalmente deve a empresa importadora observar a legislação vigente para não infringir nenhuma legislação aduaneira principalmente com relação à importação fraudulenta com ocultação do verdadeiro importador da operação.

Há que ser levado em conta também o estado de localização da Trading Company. Normalmente os importadores são atraídos pelas reduções de impostos (principalmente do ICMS – Guerra dos portos) que em um primeiro momento trazem ganhos tributários às empresas, porém a operação não tem amparo legal, estando a importadora sujeita ao pagamento de multas e juros pela redução de recolhimento dos impostos.

Por fim cabe ressaltar que o sucesso de qualquer projeto de importação está no planejamento e nas análises prévias de viabilidade de importação (logística, tributária, fiscal, contábil).

Para isto, as empresas brasileiras que pretendem importar diretamente poderão contar com a experiência e conhecimento de profissionais ou empresas especializadas da área de comércio internacional.

Publicado originalmente em: http://www.sanschuller.com/importacao-indireta-ou-importacao-direta/

ExibirMinimizar
aci institute 15 anos compartilhando conhecimento