Psicopatia e o ambiente de trabalho

O ambiente de trabalho esta se tornando o maior campo de atuação dos psicopatas...

Estudos afirmam que os psicopatas buscam fontes de prazer, ou seja, poder, status, dinheiro e sucesso, por isto, o ambiente corporativo é um solo fértil para suas ações e conquistas.

Eles procuram empresas de grande porte com muitos niveis hierárquicos, que facilitam a camuflar suas atitudes e intenções. Se candidatam a cargos de gestão, porque os mesmos não exigem muito conhecimento técnico, pois os psicopatas apenas aparentam possuir alto conhecimento, eles apenas sabem mentir e persuadir muito bem as pessoas quando tem interesses em jogo. Nas entrevistas de emprego, nem mesmo os psicologos mais bem preparados conseguem detectá-los, pois os psicopatas vão muito bem preparados e falam tudo que o entrevistador quer ouvir.

Quando eles conseguem entrar para o quadro de funcionários da empresa, não perdem tempo, se aproximam da galera da TI, financeiro, e das secretárias que podem ser ótimas fontes de informação, eles também são grandes estudiosos da natureza humana, observação tudo e usam para conquistar seus interesses. No inicio se mostram grandes amigos, mas quando precisam nem pensam antes de passar por cima de um colega de trabalho.

Utilizam fofocas, fraudes, manipulação de informações, entre outros artificios, para conquistar os cargos mais altos da organização, e quando se cansam simplesmente pedem demissão, e se são descobertos nem ficam constrangidos, apenas inventam uma mentira ou culpam os outros, o sistema e até mesmo o destino.

Os psicopatas podem estar em qualquer nível hierárquico, desde que o cargo lhes traga algum tipo de benefício. Mas é mais provável que eles estejam no topo, mandando e desmandando nos outros colaboradores, abusando físicamente e psicologicamente dos mesmos.

Eles são muito racionais e sabem muito bem a hora de atacar, por isto escolhem os momentos em que a empresa passa por crises e precisa cortar gastos, ou quando a organização adquiri outra empresa e precisa buscar novos recursos para recuperar os gastos feitos, nesta época os diretores da empresa estão desesperados buscando uma solução imediata, e se deixam enganar pelo currículo e o comportamento fabricado pelo psicopata especialmente para aquele fim.

As empresas hoje não apresentam apenas psicopatas…mas também pessoas com transtornos psiquiátricos, comonarcisismo (gente que precisa de admiração o tempo todo e não se preocupa com os outros), transtorno de personalidade histriônica (pessoas que gostam de se exibir e manipular os outros), transtorno compulsivo (pessoas perfeccionistas, com tendências ditatoriais e devoção exagerada ao trabalho), entre outros. O pior é que certos traços desses transtornos são valorizados no mercado de trabalho, por isto, fica fácil para estes sujeitos penetrarem nas empresas, especialmente pelo crescimento da competição agressiva, gerado pela globalização.

“Cuidado: pode ter um psicopata na mesa ao lado”.

Fonte:Revista Superinteressante, edição 291, maio/2011.


Comentários

Participe da comunidade, deixe seu comentário:

Deixe sua opinião!  Clique aqui e faça seu login.
    Marcia Mantovani

    Marcia Mantovani

    Bacharel em Administração Especialista em Gestão de Pessoas Pós-graduanda em Psicopedagogia Institucional Pós-graduanda em Docência do Ensino Superior Consultora, escritora, e professora nas áreas de recursos humanos, administração de pessoal e gestão de carreira.
    café com admMinimizar