Café com ADM
#

PROPOSTA E PLANEJAMENTO DA MUDANÇA MENTAL DE PESSOAS ATRAVÉS DA GESTÃO DO CONHECIMENTO

RESUMO Este artigo propõe de forma simples, idéias de planejamento e implementação de mudança comportamental das pessoas, nas suas áreas profissionais gerando uma maximização de dimensionamento dos conhecimentos gerados. Procura também explicitar um dimensionamento anterior das questões práticas não utilizadas como meio competitivo e de conhecimento interno das organizações e das pessoas. Palavras chaves: maximização, conhecimentos, práticas, planejar e implementar. 1. INTODUÇÃO GESTÃO DO CONHECIMENTO Gestão do Conhecimento pode ser definida por transmissões de informações, estas que são transformados constantemente em conhecimentos, onde pessoas o aprendem ou recriam, disseminando como maior ênfase nas práticas de gestão. As grandes mudanças competitivas, as novas formas de gerenciamento de negócios, as grandes fusões de empresas e os investimentos constantes em pesquisas de desenvolvimentos tecnológicos, tornam as informações e os conhecimentos, fatores primordiais para antecipação ás mudanças, redução de riscos, e alavancagem de novas tendências de negócios. Estamos saindo de uma Sociedade Industrial, onde sempre valorizou-se a produtividade, onde também tínhamos cenários estáveis e meramente dependente de máquinas e estamos em processo de ingresso na Sociedade do Conhecimento, que expandesse numa velocidade enorme. A informação que era antes era um diferencial competitivo, hoje, é indespensável, é fruto normal da condução dos negócios. 2. PLANEJANDO E IMPLEMENTANDO O planejamento estratégico torna-se indispensável, pois a definição, clareza das metas e dos passos á serem seguidos, é a melhor forma de conduzir para o sucesso de qualquer mudança que gera nova vantagem competitiva á organização. É de extrema importância sua aplicação, o enfoque no planejamento, nos leva a uma análise crítica e mensurável de como devemos agir diante ao mercado, agregando conhecimentos antes inexistentes e limitados. O cuidado que devemos ter no planejamento é de não ficar atrelado somente a ele, e deixar que outras oportunidades passem em nossa frente sem percebê-las. O planejamento deve ser mudado e avaliado constantemente. A implementação do planejamento estratégico, corre em passos e rumos que a mesma decide redirecionar como meio de vantagem e melhorias contínuas em seus processos. Alguns dos pontos observados: · Pessoas não obtém conhecimento do que ocorre na empresa; ·Não possuem uma visão de onde devem caminhar, sentem-se confusas; ·Problemas de comunicação e erros impeditivos na conduta dos trabalhos; ·Pessoas não divulgam seus conhecimentos e informações; e ·Dificuldade interna na comunicação da equipe. Torna-se indispensável o estudo adequado da equipe e pessoas através de diálogos, como melhorar os antigos problemas de comunicação e divulgação dos conhecimentos no local de trabalho. Deve ser conduzido para uma Administração Participativa no qual tem o objetivo de manter uma equipe com conhecimentos específicos e gerenciais eficientes para o sucesso do grupo. Com a aplicação e para haver uma disseminação dos conhecimentos e informações pretendem-se: · Obter equipes dinâmicas, pró-ativas, comunicativas, autogerenciáveis e principalmente motivada para o trabalho; ·Transformar nossas idéias em realidade; (tangível/ intangível) ·Construir relacionamento interpessoal e clima de trabalho adequado; ·Agilizar tempo de respostas das informações aos clientes internos e externos com clareza e objetividade; ·Conduzir o trabalho com ética com colegas, empresa e clientes; e . Informar e tornar o conhecimento tácito em explícito á todos. 3. PLANEJANDO NA PRÁTICA A idéia do planejamento é definir e esclarecer objetivamente os passos, e principalmente avaliar em relação ao avanço intelectual dos colaboradores inseridos nas organizações. Também a necessidade de mudança mental das pessoas para que tenha-se uma aceitação, e que principalmente quebre antigos paradigmas e entendam a nova maneira de comportamento de aprender a conhecer. Quanto maior o grau de qualidades técnicas, culturais que apresenta uma equipe, melhor e maior é o desenvolvimento e a conduta no processo de aprendizagem e competências cognitivas. Os investimentos em recursos humanos são fundamentais para este processo. 4. MAPA COGNITIVO DE IDEÍAS Em muitas empresas as idéias apresentadas não são levadas á sério. É importante fazer com que os colaboradores olhem que suas idéias são importantes e com isto, motivem-se a opinar e sugestionar melhorias constantemente. É um processo de montagem e estruturação de um mapa de idéias (Cognitivo), onde são devidamente tratadas e classificadas as diversas informações. Este mapa defini claramente a problemática, sua contextualização e claramente a lista de ações prováveis levando a um conceito destas ações. O que realmente gera insight (idéias) e conhecimentos gerais para a solução de problema e conseqüentemente sua melhoria. Os modelos são realizado após o planejamento, no qual estabelece um fluxo, desenho de fácil identificação e interpretação do tramite das informações e conhecimentos adquiridos e disseminados. Uma ótima maneira de divulgação interna das informações e conhecimentos está previsto num modelo didático de gincana interna. Através desta gincana, pode-se promover união das pessoas dos setores da empresa, os mesmos recebem material de apoio que deve ser lido e interpretado por grupos, a fim de buscar alternativas de acertos durante a brincadeira. O erro de alguma resposta resume-se em pagar punições de brincadeiras como flexões, perca de pontos, conseguir reunir alimentos, roupas para doação, etc. Isto gera uma iteração enorme entre o grupo, as informações são mais receptivas e as pessoas vêem a realidade e a necessidade de mudança, criando um novo modelo mental aceitando e participando continuadamente das discussões nelas inseridas ou não. 5. CONCLUSÕES O resultado do trabalho permite realizar fase de experimentação da implementação da Gestão do Conhecimento nas organizações de pequeno porte. Através dos novos conceitos e modelos do conhecimento e competências, as pessoas serão constantemente desafiadas a melhorar continuadamente. A Gestão do Conhecimento muito bem aplicada permitirá uma aproximação, antes inexistente entre as pessoas. Será possível para a equipe, realizar diagnósticos de como está a obtenção e o gerenciamento das informações na empresa. Vejo que pessoas ainda não estão aceitando a nova proposta, ficando atreladas aos antigos pensamentos. O modelo de planejamento estratégico, muito bem aplicado, induz á um acompanhamento generalizado da Gestão do Conhecimento nas organizações. Com isto, poderá ser medido como está a implementação, e se possível, realizar novas alterações através dos conhecimentos adquiridos de seu grupo de participação. Recomenda-se, após um período de aplicação, estender a Gestão do Conhecimento para as demais áreas da organização para maior envolvimento. REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS CONSULTADAS ANGELONI, Maria Terezinha. GED e Gestão do Conhecimento. SOCIESC Sociedade Educacional de Santa Catarina, Agosto 2005. Rio do Sul (SC), 01 de setembro de 2005.
ExibirMinimizar
CEO Outllok, A era da liderança resiliente. Confira os Resultados.