PRONTO PARA FAZER E ACONTECER

É um fato comprovado que o mundo está tão conectado, que podemos ser afetados por acontecimentos distantes que nada tem a ver conosco, e sobre os quais não exercemos qualquer controle.

Eu estava rascunhando um artigo típico de início de ano, buscando maneiras novas de falar sobre decisões, planos e compromissos, quando aconteceu. O estômago vazio pesou, sentido com o almoço que já não sentia. E roncou o seu protesto até conseguir aliados para o intento de me fazer parar de escrever, e dar a ele o que queria.
Bem que eu teimei e persisti, pois estava embalado e o compromisso assim exigia, mas desconcentrado pelo que parecia uma ação conjunta das partes do meu corpo, cedi e fui ao supermercado mais próximo.


A princípio, andei incomodado com a interrupção e necessidade de deslocamento, para a seguir colher os frutos da sábia decisão. Descansar da cadeira fez-me sentir melhor, e o caos da rua esvaziou minha mente do que estava em segurança no micro, abrindo espaço para novas idéias que enriqueceram o texto. Como sugerir alternativas inovadoras para a conquista de metas. Isso interessa a você, não é verdade?
No mercado peguei o que o meu estômago exigia e fui aguardar a vez nos caixas, observando o que acontecia, e percebi que entrava mais gente do que saía, com as filas encompridando devido a problemas no atendimento. Mas nada que uma equipe comprometida e um gerente atento não resolvessem facilmente, evitando a insatisfação dos clientes e outras perdas e danos decorrentes.

Entretanto, durante o tempo que ali permaneci nada foi feito para reparar o malfeito, e perguntei aos meus botões - quantos profissionais não terão dor no bolso devido a isso? Pois quem atende mal vende menos, e é isso o que compra!
Então, refletindo sobre o tanto de coisas cujas conseqüências estamos sujeitos, sem nada poder fazer, lembrei-me do que aprendi da física quântica e teoria do caos, e encontrei o fio da meada do que faltava para compartilhar com você, e que ser for colocado em prática deixará seu ano mais próximo do perfeito.



É um fato comprovado que o mundo está tão conectado, que podemos ser afetados por acontecimentos distantes que nada tem a ver conosco, e sobre os quais não exercemos qualquer controle. Fatos esses responsáveis pelo desemprego de profissionais dedicados e competentes, e o fechamento de empreendimentos até a pouco saudáveis. E pelo movimento oposto também, de oportunidades e lucros inesperados.
Por exemplo, eu não tenho qualquer dúvida de que o caos que as ondas Tsunami provocaram está só no começo, apesar da magnitude da tragédia. Daqui a algum tempo, em diversas partes do mundo, boas e más notícias terão esse episódio como epicentro.
Segundo os especialistas na teoria do caos, o máximo que alguém pode fazer é tornar-se o melhor possível no que faz, ou seja, investir em desenvolvimento com foco em alta performance, e assim aumentar suas probabilidades de êxito, e é com esse intuito que compartilho com você duas estratégias, uma linear e outra não-linear.

Estratégia linear

É o método comum de conquista de objetivos, que consiste em definir metas e ir atrás delas.
No exemplo do supermercado, um vendedor diferenciado pode acrescentar estes procedimentos, que incluem o ponto de vista dele, dos seus clientes e dos consumidores os clientes dos seus clientes.

1) Avaliar seu desempenho e os resultados que obteve nos últimos meses e responder esta questão: em que e como eu posso melhorar?
2) Assumindo o ponto de vista dos principais clientes, responder a pergunta: em que eu devo mudar?
3) Na perspectiva do consumidor, responder: em que meu cliente precisa melhorar?
Quem sabe, você possa encontrar maneiras de ajudá-lo a conseguir isso, e assim ambos poderão vender mais!

Estratégia não-linear

É um método que consiste em atrair os objetivos para você.
O que pode desafiar suas crenças, mas nem por isso deixa de ser verdade, e de produzir resultados para quem a utiliza.
O fato é que a física quântica comprova que, sem tocar em um objeto podemos exercer influência sobre ele, e o nosso campo magnético é afetado pelos pensamentos que temos. Por exemplo, alguém em depressão tem um campo magnético quase grudado no corpo e quem está em atividade, seja motivado, irritado ou emocionado, tem campo magnético expandido. E quanto maior o campo magnético da pessoa, mais poder ela exerce sobre o meio ambiente.
E ainda mais, o tanto que você acredita no que acredita, influencia a atração de eventos e pessoas a favor do que você crê, porque atraímos o que acreditamos, não o que desejamos, e na intensidade da crença que temos. Portanto, eleja com cuidado o que acredita ou deixa de acreditar!
Outro fato é que, tudo aquilo que lhe causou tensão e você não resolveu, continua em seu campo magnético como tensão, que são buracos por onde a sua energia vasa.
O processo de coaching que utilizo aplica esse conceito na prática, através de mapeamento de ações/atitudes que drenam ou acumulam energia. E o objetivo inicial, antes da realização de metas, é guiar o cliente para ele se tornar a melhor pessoa que pode ser neste momento.
Experimente este exemplo:

Fase I Aumento de energia

1) Faça uma lista de todas as coisas que você tem que resolver tanto as simples como complexas, as mais e menos importantes em sua casa e no trabalho. Inclua tudo, a lista de clientes, os arquivos, a pasta de trabalho, documentos, computador, automóvel, a mancha na parede, a pintura descascada, o rodapé solto, a porta que range, gavetas, as roupas, alimentação, atividade física, compromissos, família, amigos,... tudo! Facilmente a lista atingirá mais de cem itens.

2) Classifique-os conforme o fator tempo de resolução:
a) Aqueles itens que podem ser solucionados em até um dia.
b) Aqueles que podem ser resolvidos em até uma semana, e assim por diante.

A tarefa agora é se dedicar aos itens de solução mais rápida e fácil, tapando os buracos no seu campo energético e acumulando energia para lidar com os mais complexos, até resolver toda a lista.

Fase II Criar espaço para o novo.

Um dos procedimentos inclusos nesta fase é a eliminação do que está em desuso.
Examine cada um dos seus objetos a luz da seguinte pergunta eu usei isto no último ano? Se a resposta for não, livre-se dele: vendendo, doando ou até jogando fora. E ao faze-lo, direcione a energia que você quer que ocupe este espaço.
Por exemplo: vou dar/vender estes móveis e abrir espaço para os novos clientes.

Continue se desenvolvendo e lapidando o que faz, acrescente essas estratégias e acelere fundo confiante, porque você estará pronto para fazer e acontecer em 2005.

A fila que não andava e o estômago que incomodava me fizeram repensar: economizei uns trocados e calorias, e voltei a trabalhar.
------
ROBERTO VIEIRA RIBEIRO é diretor do Instituto Motivação e Resultados de Psicologia, Consultoria e Treinamento, e formado em administração de empresas, neurolingüística, informática e marketing.
É coach com dupla formação e certificação internacional, autor dos vídeos Sua equipe vai render mai$ e Como negociar e ganhar, sempre?, dos CDs Motivação e Resultados, 1 Venda Mais Motivação & Resultados e A venda passo a passo I, II, III. É autor do livro ASSIM É QUE SE FAZ: Desenvolvimento pessoal e profissional, com lançamento em julho/2005 pela editora Qualitymark. É editor do site e e-zine Motivação e Resultados e colunista da revista Vendedor Profissional, entre outros.

 Contatos para coaching, palestras e treinamentos podem ser feitos através do (41)3026-1414, 3023-6414 ou 3272-3260, e roberto@motivacaoeresultados.com.br .




ExibirMinimizar
CEO Outllok, A era da liderança resiliente. Confira os Resultados.