Programa 10 S: O primeiro S, Seiri ou Utilização

O Programa S é um dos programas utilizados em busca de qualidade total nas empresas e teve sua origem no Japão. O principal objetivo do Programa S é mobilizar e conscientizar toda a empresa, motivando os trabalhadores para a busca da Qualidade Total, utilizando a organização e a disciplina no local de trabalho.

1.1. Conseguindo maior produtividade com o Programa S

O Programa S é um dos programas utilizados em busca de qualidade total nas empresas e teve sua origem no Japão. O principal objetivo do Programa S é mobilizar e conscientizar toda a empresa, motivando os trabalhadores para a busca da Qualidade Total, utilizando a organização e a disciplina no local de trabalho.

A metodologia e/ou filosofia do Programa S foi desenvolvida para criar um planejamento sistemático dentro das empresas, buscando, com suas etapas, maior produtividade, gerando maior segurança e propiciando a criação de um melhor clima organizacional entre os colaboradores. Assim, busca-se motivar os empregados de uma organização para os cuidados constantes com a melhoria da empresa e de sua competitividade no mercado.

O conceito é muito básico e simples: é preciso melhorar a eficiência através da destinação adequada de materiais utilizados enquanto nas atividades de trabalho, separando o que é necessário daquilo que não é usado, criando organização, promovendo a limpeza e identificação de todos os materiais e criando espaços específicos para cada um deles. Depois de tudo, é preciso apenas manter tudo em seu devido lugar, criando o maior de todos os sentidos, a organização.

1.2. O que se espera com a implantação do Programa S

Para buscar a certificação da empresa é necessário que ela tenha implantado programas deQualidade Total. O Programa S é um dos princípios necessários para a certificação da empresa, juntamente com outros programas que possam classificar a empresa como merecedora de certificações de qualidade, dentro dos padrões internacionais estabelecidos pelas entidades certificadoras.

Como benefícios principais, a implantação do Programa S deverá gerar para a empresa:
• Produtividade em maior escala, principalmente pela redução de tempo na utilização de objetos e equipamentos, uma vez que mantém no espaço de trabalho apenas o que seja necessário, ao alcance do trabalhador;

• Melhor aproveitamento dos materiais e consequente redução de despesas, sem acúmulo de peças, equipamentos e utensílios, mantendo o local de trabalho organizado;

• Melhoria da qualidade dos produtos e na prestação de serviços, com redução de acidentes de trabalho e maior satisfação das pessoas em seu ambiente profissional.

1.3. O primeiro senso do Programa S: Seiri

Como primeira etapa para implantação do Programa S está o Senso de Utilização, ou Seiri, que é o ponto inicial para colocar todo o trabalho em ordem. Basicamente, o Seiri é a separação de tudo o que seja útil de tudo que não seja necessário para a atividade em foco.
É evidente que não se vai jogar fora o que não se utiliza. O que não serve para um profissional, pode ser necessário para outro. Assim, por exemplo, não faz sentido haver um multímetro na bancada de trabalho de um mecânico, como não fará sentido manter uma morsa na bancada de um eletricista.
Para a aplicação do Senso de Utilização deve-se analisar todos os locais de trabalho da empresa, classificando todos os itens encontrados, verificando sua utilidade e a frequência de uso. Desta forma é possível eliminar do ambiente tudo o que é desnecessário, encaminhando para outro local onde possa ser usado.
No Senso de Utilização é necessário descartar todos os objetos inúteis, que podem ser vendidos, doados ou simplesmente jogados no lixo. O profissional deve ter em local de trabalho somente a quantidade certa de materiais e equipamentos, verificando o que está em condições de uso ou não.
Descarta-se tudo o que não foi utilizado nos últimos meses e que só esteja ocupando espaço. Havendo previsão de uso, deve-se levar a um depósito, ou ao almoxarifado e, em não havendo, deve-se descartar.

O profissional deve manter em seu poder somente aquilo que tiver utilidade imediata, colocando perto de sua máquina, de sua bancada ou de sua mesa o que utiliza a todo momento.

Próximo ao seu local de trabalho devem ficar os materiais e equipamentos usados menos vezes durante o dia, em local de fácil acesso e os materiais usados apenas esporadicamente devem ficar num armário ou em arquivos ou depósitos. Os materiais também devem ser separados por grau, tipo e tamanho.

1.4. Evitando desperdícios com o S

O Programa S foi idealizado para evitar desperdícios. Desta forma, é preciso analisar as atitudes e atividades feitas durante o dia, eliminando os desperdícios:
• Não deixar produtos ou serviços em fila de espera;
• Não manter estoques além do necessário;
• Evitar luzes acesas nos ambientes vazios ou mais iluminados;
• Não deixar máquinas ligadas sem necessidade;
• Não jogar materiais em condições de uso no lixo.
O sucesso da implantação do primeiro senso deve ser feito com o planejamento de tudo o que é preciso ser feito, com fixação de cartazes para sensibilizar a equipe e normas de capacitação, com treinamento de todo o pessoal para executar o Senso de Utilização.
Na implantação do Senso de Utilização a melhor ferramenta é uma lista de verificação com perguntas específicas:
• Existem objetos desnecessários no local de trabalho?
• A quantidade de material é excessiva?
• O Senso de Utilização foi aplicado no computador?
• Áreas de comum acesso estão em ordem?
• Os trabalhadores estão usando corretamente os EPIs?
E assim por diante, dependendo das situações encontradas. Com o Senso de Utilização aplicado, os materiais inúteis devem ser removidos para uma área que deve ser denominada como “Descarte”. Não se trata de uma área de bagunça, já que ali muita coisa poderá ser útil para outras atividades, devendo ser organizado para localizar mais facilmente todos os objetos.
O Senso de Utilização só estará bem implantado quando todos os colaboradores perceberem os seguintes benefícios:
• Maior facilidade em informações e na procura de objetos;
• Redução da necessidade de espaço e de estoque de materiais;
• Redução de desperdício;
• Redução de custos;
• Melhor aproveitamento de recursos e de tempo;
• Maior organização.
O objetivo maior, no entanto, deve ser o aumento de produtividade, com a percepção por parte de todos de um melhor clima organizacional.
ExibirMinimizar
aci baixe o app